Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Vídeo: Dirceu, do trabalho para a prisão

No primeiro dia de trabalho desde que foi preso, em novembro, o chefe do mensalão deixou o escritório de advocacia falando ao celular

Eram 18h06 desta quinta-feira quando o detento 95.413 do Centro de Progressão Penitenciária (CPP) deixou o escritório do advogado José Gerardo Grossi, no Setor Bancário Sul de Brasília, para dormir na cadeia. Falando ao celular, o ex-ministro José Dirceu entrou no carro e disse apenas “Boa noite” para os jornalistas que acompanhavam seu primeiro dia de trabalho desde que se entregou, em novembro do ano passado. Segundo Grossi, Dirceu tomou uma vitamina de frutas e comeu um sanduíche quando chegou ao escritório. Depois, almoçou uma refeição comprada do restaurante localizado no térreo do edifício. Dividiu uma sala com a esposa de Grossi e uma funcionária do escritório. O ex-ministro estava feliz e chegou a se emocionar numa das diversas conversas pelo telefone com seus filhos – o que é permitido por lei. Grossi também voltou a assegurar que seu escritório não será usado para romaria de petistas, acostumados a visitar o chefe do mensalão na prisão. “Não vou admitir que aqui vire um bunker político”, disse. Nesta sexta, não haverá expediente de trabalho por causa do jogo da seleção brasileira na Copa do Mundo. Dirceu ficará no presídio. Veja as imagens da saída do petista.