Clique e assine a partir de 9,90/mês

Vice de Lula, Haddad começará campanha em viagem à Bahia

Estado foi escolhido porque o governador baiano, Rui Costa, candidato à reeleição está bem cotado nas pesquisas de intenção de voto

Por Estadão Conteúdo - 15 ago 2018, 18h55

Registrado como candidato a vice presidente na chapa encabeçada pelo ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad se reuniu nesta quarta-feira, 15, em Brasília, com os principais caciques do PT para definir as estratégias de como o partido levará a campanha presidencial para as ruas.

Haddad deverá começar a campanha em viagens pelo Nordeste, priorizando inicialmente a Bahia, onde o candidato do partido à reeleição, Rui Costa, está bem cotado nas pesquisas. “Se tem um resumo dessa reunião é que defendemos botar o bloco na rua”, afirmou o ex-governador da Bahia Jaques Wagner, candidato a senador pelo PT.

De acordo com Wagner, os governadores presentes ao encontro defenderam apressar a circulação da chapa pelo país. “Ele, como vice registrado, pode rodar o Brasil apresentando o programa de governo. Ninguém ganha eleição sem fazer campanha e, como Lula não pode fazer a campanha, Haddad faz como vice”, afirmou o baiano, que participou de um almoço com Fernando Haddad, governadores e lideranças petistas, na sede do partido em Brasília.

Para Jaques Wagner, a exposição de Haddad à frente da campanha nacional petista não passará a ideia de que o partido abandonou a candidatura de Lula. “Ninguém sombreia o Lula. Então não tem problema. Nós não estamos aceitando nada do que está posto”, disse.

Continua após a publicidade

Questionado sobre se, eventualmente, seu nome poderia novamente ser posto como uma das possibilidades para se substituir Lula caso sua candidatura seja impugnada pela Justiça, o petista negou a possibilidade e disse que esta já é uma questão superada.

Publicidade