Clique e Assine a partir de R$ 9,90/mês

Veja Essa: Gilberto Gil, Luís Roberto Barroso e Michel Temer

As frases que marcaram a semana

Por Lizia Bydlowski Atualizado em 14 abr 2022, 10h40 - Publicado em 14 abr 2022, 06h00

“Poucas vezes na nossa história republicana o escritor, o artista, o produtor de cultura foram tão hostilizados e depreciados como agora. Há uma guerra em prol da desrazão e do conflito ideológico nas redes sociais.”
GILBERTO GIL, artista e imortal, lançando alerta em seu discurso de posse na Academia Brasileira de Letras

“Precisamos de compreensão crítica de que há coisas ruins acontecendo, mas é preciso não supervalorizar o inimigo. Nós somos a democracia. O mal existe e precisamos enfrentá-lo, mas o mal não pode mais que o bem.”
LUÍS ROBERTO BARROSO, ministro do STF, tentando insuflar um pouco de esperança em tempos sombrios

“Se Alckmin for igual a mim, acho que o Lula vai ter uma grande vantagem.”
MICHEL TEMER, o vice de Dilma que virou presidente, confirmando — mais uma vez — que se tem em altíssima conta

“Temos uma eleição em andamento no Brasil e teremos um novo presidente.”
JORGE PAULO LEMANN, discretíssimo homem mais rico do Brasil, dando palpite, meio sem querer, na campanha eleitoral

“Entre à direita, mas fora Bolsonaro.”
“Vire à esquerda, mas não essa de goela.”
CIRO GOMES, raivoso pré-candidato à Presidência, emprestando sua voz às instruções do aplicativo de trânsito Waze

“Ela deixa a pessoa muito cansada, exausta, não? Essa pandemia horrorosa.”
RAINHA ELIZABETH, que teve Covid em fevereiro, dando a entender, em conversa com outro ex-paciente, que ainda sofre os efeitos da doença

Continua após a publicidade

“Era um idiota, mas, para ele, um idiota útil.”
TINA BROWN, jornalista e escritora inglesa, expressando a opinião do financista e predador sexual Jeffrey Epstein (já morto) sobre o “amigão” príncipe Andrew, no recém-lançado livro The Palace Papers

SAMARA FELIPPO
SAMARA FELIPPO – @sfelippo/Instagram

“Foi lindo! Foi potente! Foi libertador! Foi quente!”
SAMARA FELIPPO, atriz em recesso, comemorando com rima e exclamações a estreia — em roupa vermelha transparente — como DJ

“Aceito e respeito a decisão da Academia.”
WILL SMITH, ator que deu um tapa no comediante Chris Rock em pleno Oscar, reagindo ao anúncio de que está banido da cerimônia por dez anos

“Troquei a Globo pela Amazon por estar um pouco cansado de pedir, como se fosse um pedinte, como se eu tivesse de implorar.”
LÁZARO RAMOS, ator, comentando a dificuldade de emplacar seus projetos no lançamento do primeiro filme sob sua direção

“Não decidi, decidiram por mim. Foi o famoso ‘arrancado do armário’. ”
LEONARDO VIEIRA, ator, lembrando que foi obrigado a se assumir gay após a publicação de uma foto sua beijando um homem

“A pessoa nasce hoje pré-cancelada. Fica todo mundo esperando falar uma besteira para apertar um botão e cancelar. Isso assusta muito uma geração como a minha.”
MURILO BENÍCIO, ator de 50 anos, que diz estar se esforçando para entender os novos tempos

Publicado em VEJA de 20 de abril de 2022, edição nº 2785

Continua após a publicidade


Publicidade

Essa é uma matéria exclusiva para assinantes. Se já é assinante, entre aqui. Assine para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Essa é uma matéria fechada para assinantes e não identificamos permissão de acesso na sua conta. Para tentar entrar com outro usuário, clique aqui ou adquira uma assinatura na oferta abaixo

Informação de qualidade e confiável, a apenas um clique. Assine VEJA.

Impressa + Digital

Plano completo de VEJA. Acesso ilimitado aos conteúdos exclusivos em todos formatos: revista impressa, site com notícias 24h e revista digital no app (celular/tablet).

Colunistas que refletem o jornalismo sério e de qualidade do time VEJA.

Receba semanalmente VEJA impressa mais Acesso imediato às edições digitais no App.



a partir de R$ 39,90/mês

MELHOR
OFERTA

Digital

Plano ilimitado para você que gosta de acompanhar diariamente os conteúdos exclusivos de VEJA no site, com notícias 24h e ter acesso a edição digital no app, para celular e tablet. Edições de Veja liberadas no App de maneira imediata.

a partir de R$ 9,90/mês

ou

30% de desconto

1 ano por R$ 82,80
(cada mês sai por R$ 6,90)