Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Veja Essa: Kamala Harris, Jair Bolsonaro e Juliana Paes

As frases que marcaram a semana

Por Lizia Bydlowski Atualizado em 10 jun 2021, 14h03 - Publicado em 11 jun 2021, 06h00

“Não venham.”
KAMALA HARRIS, vice-presidente americana, dirigindo-se a potenciais imigrantes na Guatemala. Ela está oferecendo um plano de ajuda financeira aos países da América Central como forma de desestimular a emigração

“Em torno de 50% dos óbitos por Covid no ano passado não foram por Covid, segundo o Tribunal de Contas da União.”
JAIR BOLSONARO, presidente de mente inventiva. O TCU apressou-se em desmentir a informação

“O presidente é uma pessoa simples. Eu não vou ficar passando paper científico para ele. Eu tinha que fazer um resumo das coisas.”
ARTHUR WEINTRAUB, irmão “gênio” do ex-ministro da Educação Abraham Weintraub (a definição é dele) e integrante do “gabinete paralelo” que assessorou Jair Bolsonaro, o simples, na pandemia

“Os mexicanos saíram dos índios, os brasileiros saíram da selva, mas nós, os argentinos, chegamos nos barcos que vieram da Europa.”
ALBERTO FERNÁNDEZ, presidente da Argentina, em frase infeliz que atribuiu ao Nobel de Literatura mexicano Octavio Paz — erradamente (trata-se de trecho de uma música). Fernández se desculpou: “Não quis ofender ninguém”

“Estamos testemunhando a maior fraude eleitoral da história do país.”
BENJAMIN NETANYAHU, emulando o parça Donald Trump ao se ver na iminência de ser afastado do governo de Israel pela primeira vez em doze anos

“Hong Kong agora é assim. Se você luta pela democracia sob um regime autoritário, ser preso é inevitável. Que venham.”
CHOW HANG TUNG, vice-presidente do grupo que todo ano organiza vigílias na ilha para lembrar o massacre na Praça da Paz Celestial, em Pequim, pouco antes de ser detida. O ato foi proibido pelo segundo ano seguido

Continua após a publicidade

“O voo fretado para a imprensa (…) atrasou horas devido a problemas mecânicos provocados por cigarras. Isso mesmo. Cigarras.”
JONATHAN LEMIRE, repórter da AP e passageiro do avião que levaria jornalistas à Europa para cobrir a visita de Joe Biden. Os insetos emperraram as turbinas e a aeronave precisou ser trocada

Juliana Paes -
Juliana Paes – Reprodução/Instagram

“Não quero contribuir para essa polarização doentia. (…) Ou você é isso ou é aquilo. Isso não existe. Somos múltiplos.”
JULIANA PAES, atriz, em resposta à execração a que foi submetida nas redes por ter condenado o tratamento dado à médica Nise Yamaguchi, da tropa de choque do governo, na CPI da Covid

“Os patrões usam Prada, os empregados não ganham nada.”
CORO DE FUNCIONÁRIOS da New Yorker na porta da casa de Anna Wintour, a editora da Vogue que teria inspirado o filme O Diabo Veste Prada. Eles reivindicam aumento de salário e benefícios da editora Condé Nast, que publica as duas revistas

“Continuo lento. Eu irrito as pessoas rápidas porque faço as coisas no meu tempo. Gosto mesmo é da minha calma.”
ERASMO CARLOS, músico, de bem com a vida aos 80 anos

“Fiz muitas viagens no meio desse tempo. Em duas delas tive a convicção de que estava morto. Em uma vi uma manchete de jornal comunicando minha morte, uma coisa louca. (…) Em outra, me vi fora do meu corpo.”
RENAN DAL ZOTTO, técnico da seleção masculina de vôlei, que passou 36 dias internado com Covid-19, a maior parte deles inconsciente e intubado

“Com profunda dor e indizível decepção, pergunto: o que será que aconteceu? Onde foi que eu errei?”
REGINA DUARTE, atriz com rápida e inglória passagem pela política, inconformada com a perda de 100 000 seguidores (ela tem mais de 2 milhões)em um dia. Ela não obteve resposta

Publicado em VEJA de 16 de junho de 2021, edição nº 2742

Continua após a publicidade
Publicidade