Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Tucano pede cassação de petista que fez da Assembleia palanque

Por Da Redação 22 out 2014, 10h18

O líder do PSDB na Assembleia Legislativa, deputado Cauê Macris, vai protocolar nesta quarta-feira no Conselho de Ética da Casa um processo por quebra de decoro parlamentar, que pode resultar em cassação, contra o deputado João Paulo Rillo (PT), segundo assessoria do deputado tucano. Macris afirma que o petista organizou um ato na sede do Poder Legislativo para promover a candidatura de Dilma Rousseff (PT) à Presidência. Segundo o tucano, Rillo infringiu o código de ética da Casa ao transformar uma reunião em palanque eleitoral. “Esconderam da presidência da Casa que iriam fazer um comício em plena Assembleia Legislativa”, acusa Macris. Para ele, o convite ao presidente da Agência Nacional de Águas (ANA), Vicente Andreu, foi “um gesto de afronta” à legislação eleitoral. “O terrorismo eleitoral do presidente da ANA incita o caos e desestimula a população a continuar colaborando com a redução do consumo de água”, observa Macris. Segundo o líder tucano, a lei eleitoral proíbe o uso de bens móveis e imóveis pertencentes à administração pública “em benefício de candidato, partido político ou coligação”.

Publicidade