Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Toffoli derruba liminar de Fux e autoriza entrevista de Lula a jornal

Em 2018, Ricardo Lewandowski havia autorizado o ex-presidente a falar à 'Folha de S. Paulo'. Ex-deputado e líder do PT pedem imediato cumprimento

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli, autorizou nesta quinta-feira, 18, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a conceder uma entrevista ao jornal Folha de S. Paulo.

Em seu despacho, Toffoli revogou a decisão do ministro Luiz Fux, que, em setembro do ano passado, suspendeu uma liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski que autorizava o petista a ser entrevistado. O caso será enviado para Lewandowski, que deverá determinar a autorização para a entrevista.

“Determino o retorno dos autos ao gabinete do relator para as providências cabíveis, uma vez que não há impedimento no cumprimento da decisão proferida pelo eminente relator nesta ação e naquelas apensadas”, afirmou Toffoli.

Com a autorização do presidente da Corte, o ex-deputado Wadih Damous e os deputados federais Paulo Pimenta, líder do PT na Câmara dos Deputados, e Paulo Teixeira, pediram ao STF imediato cumprimento da decisão.

“Acabo de assinar petição ao presidente do STF para imediato cumprimento de decisão do ministro Lewandowski, transitada em julgado, que autoriza o presidente Lula a conceder entrevistas”, diz Damous, em seu Twitter.

A decisão de Toffoli ocorre após o recuo do ministro Alexandre de Moraes, que revogou a censura à revista Crusoé e ao site O Antagonista, que publicaram reportagem sobre o presidente da Corte.

Preso desde 7 de abril de 2018, o ex-presidente Lula não recebeu jornalistas na Superintendência da Polícia Federal, em Curitiba. No entanto, tem divulgado cartas e artigos em suas redes sociais e jornais. Mesmo quando foi autorizado a comparecer ao velório de seu neto, Arthur Araújo Lula da Silva, de 7 anos, vítima de infecção generalizada, causada pela bactéria Staphylococcus aureus, o petista não pôde dar nenhuma declaração à imprensa.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. André Liberdade de expressão é meu direito CF Art Cinco

    Mostrou para que veio!

    Curtir

  2. Porque não liberar entrevistas com Marcola? Este cara está cavando a própria sepultura. Acho que logo veremos o impedimento de um ministro do STF. O cara pirou e as denuncias devem ser o fim.

    Curtir

  3. Sueli Feng Shui

    Nossa! Está cada vez mais se enrolando. Agora, na atual conjuntura, Toffoli vir com retaliação é mesmo chocante. Parece um menininho e a zangado, atirando para todos os lados, para não ter que explicar aos pais alguma besteira que fez. Atitude fora de hora, tentando mostrar seu poder. Que feio!

    Curtir

  4. Jose Roberto de Lima Machado

    No caso é questão de ameaça civil!

    Curtir

  5. odilon santos

    Por tempo de cadeia, o Marcola não deveria ter prioridade para dar entrevista?

    Curtir

  6. Aloizio Barros

    O próximo será o Marcola ou qual outro traficante famoso? Que tal que escrevam um livro? Um plágio de As memórias do cárcere…Assim ao invés de lerem, que escrevam suas próprias histórias e fiquem menos dias presos no xilindró que é de onde nunca deveriam sair. Piada!

    Curtir

  7. André Liberdade de Expressão é meu direito CF Art Quinto

    Lula é presidiário comum que cometeu crime comum, isto é, lavagem de dinheiro e corrupção. Portanto, não deve ter privilégios que outros presidiários não tem. Aliás, Liberdade é somente para pessoas honestas!

    Curtir

  8. Anibal Neto Neto

    Estamos presenciando o pior momento de nossa nação. No Judiciário, é a pior composição do STF, por conta das questões políticas. Esse Tofoli, é uma invenção do PT. E como é do PT, está dando.nisso.

    Curtir

  9. carlos moura

    Mas quem vai ler a entrevista desse presidiário? Talvez as mesmas pessoas que assistiram suas palestras. Periga o STF tornar obrigatório ler essa lenga-lenga. Quem não provar que leu pode ter que enfrentar a justiça.

    Curtir

  10. alvaro moraes

    Perdeu e agora quer se vingar.

    Curtir