Clique e assine a partir de 8,90/mês

Temer nega que Marcela seja a ‘Carla Bruni brasileira’

"Ela é discretíssima, minha mulher e mãe do meu filho', disse, divertido, o vice-presidente

Por Da Redação - 2 jan 2011, 16h05

O vice-presidente da Republica, Michel Temer, negou neste domingo que sua mulher, Marcela Temer, seja a “Carla Bruni brasileira”. Em função de sua beleza, Marcela se tornou o principal assunto do microblog Twitter depois da posse da presidente Dilma Rousseff e de seu marido, no sábado. Perguntado sobre a comparação com a primeira dama francesa, Temer respondeu entre risos. “Ela é discretíssima, é minha mulher e mãe do meu filho”.

As declarações foram dadas pelo vice-presidente neste domingo durante uma rápida visita ao seu antecessor no cargo, José Alencar, que está internado desde o último dia 22 no hospital Sírio-Libanês. Na saída, o vice informou que veio apenas “prestar uma homenagem” a Alencar que, segundo ele, estava bastante animado. “Ele estava com aquela força interior extraordinária que ele traz e transmite”, disse. “Eu fiquei muito feliz em visitá-lo.”

Temer informou também que irá se licenciar da presidência do PMDB. Amanhã ele conversará sobre o assunto com o vice-presidente nacional da legenda, o senador Valdir Raupp (RO), para acertar detalhes sobre a transmissão do cargo. Ele negou, no entanto, que pretenda se afastar em definitivo da presidência nacional do partido. “Eu vou me licenciar simplesmente, não vou me afastar em definitivo. Ele assume enquanto eu estiver licenciado.” A expectativa é que Temer e Raupp se reúnam na manhã desta segunda-feira, em Brasília.

A chegada de Temer ao hospital foi feita com estardalhaço já que ele veio acompanhado de comitiva composta por, pelo menos, cinco carros de segurança e sete motociclistas da Polícia Militar que fecharam, por alguns minutos, a rua que dá acesso a uma das entradas do hospital.

(Com Agência Estado)

Continua após a publicidade
Publicidade