Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer faz maratona de reuniões com 42 deputados nesta terça-feira

O presidente começa a movimentar a agenda para garantir aliados suficientes para barrar a segunda denúncia apresentada na Câmara

Às vésperas da análise da segunda denúncia contra o presidente pela Câmara dos Deputados, o presidente Michel Temer (PMDB) recebe, nesta terça-feira, 3, ao menos 42 deputados para reuniões no Palácio do Planalto. A agenda divulgada pelo gabinete da Presidência lista 20 audiências com a participação de parlamentares, individuais ou em grupos. A maratona começa às 10 horas e deve se estender até depois das 21h30, com alguns intervalos de apenas 20 minutos.

Assim como nos dias que antecederam a chegada da primeira denúncia do ex-procurador-geral Rodrigo Janot à Câmara, Temer articula para ter votos suficientes pelo arquivamento da segunda denúncia. O presidente e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria-Geral da Presidência, são denunciados por obstrução de Justiça e organização criminosa. Se o cenário na Câmara se repetir, a denúncia não deve ser levada a votação do Supremo Tribunal Federal (STF).

A maioria dos deputados com reuniões marcadas nesta terça pertencem à base do governo Temer na Câmara, ou a siglas independentes, que já votaram em benefício do presidente no início de agosto. Uma das exceções é o deputado Luiz Lauro Filho (PSB/SP), que defendeu o prosseguimento da primeira denúncia de Janot. Ele participa, às 15h, de encontro com mais seis parlamentares, o ministro da Ciência e Tecnologia, Gilberto Kassab, e o presidente da empresa de telefonia Oi, Marco Schroeder.

Outros dois listados na agenda desta terça foram contrários ao primeiro arquivamento: Luis Carlos Heinze (PP-RS) e Carlos Andrade (PHS-RR), de partidos que se dividiram na análise anterior. Já os deputados Ronaldo Carletto (PP-BA), Daniel Vilela (PMDB-GO) e Shéridan (PSDB-RR) estavam ausentes do plenário naquela ocasião.

(Com Estadão Conteúdo)