Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Temer, depois da posse: ‘Não vamos levar ofensa para casa’

Presidente orientou sua equipe a, com elegância, rebater xingamentos de 'golpista'

Por Da redação 31 ago 2016, 18h45

Pouco depois de tomar posse, o presidente Michel Temer reuniu sua equipe ministerial nesta quarta-feira para alinhavar o discurso do governo. Afirmou que o resultado da votação no Senado não permite que os ministros ouçam calados a palavra “golpe”. “Não vamos levar ofensa para casa. As coisas se definiram e agora é preciso muita firmeza. Golpista é quem derruba a Constituição”, afirmou.

O discurso à equipe inclui também estocadas na ex-presidente Dilma Rousseff. Temer afirmou que seu governo será de ‘coletividade’ e que não despreza os membros de seu ministério. “O que mais se dizia, e causava grande mal-estar, era que os partidos aliados não participavam da formulação das medidas do governo. Isso eu não quero que aconteça no nosso”.

Temer disse esperar que sua equipe de governo consiga colocar o Brasil nos trilhos, para conseguir chegar ao fim do seu mandato, em 31 de dezembro de 2018, “com o aplauso do povo brasileiro”.

Publicidade