Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Temer continuará a ser investigado com celeridade, diz Segovia

Diretor-geral da PF negou qualquer impacto da sua posse nos inquéritos em tramitação e questionou uso de 'uma única mala' como prova contra o presidente

Depois de se dizer lisonjeado com a presença do presidente Michel Temer (PMDB) em sua cerimônia de posse, o novo diretor-geral da Polícia Federal, Fernando Segovia, disse que o presidente continuará a ser investigado com a “celeridade de todos os outros inquéritos”. A afirmação de Segovia sobre a continuidade das investigações se deu diante da insistência de jornalistas. Em um primeiro momento, o novo diretor-geral havia dito que as investigações contra o peemedebista já tinham sido concluídas.

“Não temos mais nada a executar dentro dessas investigações que estão à disposição do Supremo Tribunal Federal“, afirmou, em relação aos dois inquéritos que apuravam o crime de corrupção, obstrução de Justiça e organização criminosa,  aos quais a Câmara dos Deputados decidiu não dar prosseguimento. Contraditado sobre a existência da investigação sobre possíveis irregularidades na elaboração da MP dos Portos, que supostamente concedeu benefícios à empresa Rodrimar, Segovia voltou atrás e afirmou que Temer “continuará a ser investigado”.

Diretor questiona ‘uma única mala’ como prova

Segovia criticou a forma como a Procuradoria-Geral da República, na gestão Rodrigo Janot, conduziu a delação da JBS e a denúncia por corrupção passiva contra Temer no caso da mala dos 500.000 reais que a JBS pagou para o ex-assessor especial do presidente, Rodrigo Rocha Loures. “Uma única mala talvez não desse toda a materialidade criminosa que a gente necessitaria para resolver se havia ou não crime, quem seriam os partícipes e se haveria ou não corrupção”, declarou. A denúncia foi rejeitada em votação na Câmara.

Para Segovia, “a Procuradoria-Geral da República é a melhor indicada para explicar possíveis erros no acordo de colaboração premiada firmado com executivos do grupo J&F, entre eles, o empresário Joesley Batista”.

Sobre a existência do crime de corrupção na entrega da mala, o novo diretor-geral deu a entender que a investigação foi encerrada precocemente. “É um ponto de interrogação que fica no imaginário popular brasileiro e que poderia ter sido resolvido se a investigação tivesse tido mais tempo”, afirmou Segovia. “Talvez seria bom que houvesse transparência maior sobre como foi conduzida essa investigação.”

STF

O novo diretor-geral também falou sobre sua disposição em acelerar os inquéritos que tramitam no STF. Segundo ele, a partir de agora, todos os inquéritos deverão ter um plano de investigação. “Devemos ter em quinze dias essas pesquisas e esse planejamento. Traremos os meios necessários para colocar esses inquéritos para atingir maturidade. Se não houver conclusão até esse prazo, elas continuarão”, afirmou.

Questionado sobre sua intenção em promover mudanças no grupo de delegados que atuam perante o STF, Segovia disse que não pretende se “imiscuir na escolha de determinados postos”. Segundo ele, a equipe hoje comandada pelo delegado Josélio Azevedo é pequena, mas quem escolherá nomes será o novo diretor de Combate ao Crime Organizado, Eugênio Ricas. “Acredito que a equipe hoje é pequena pelos objetivos que queremos alcançar. A ideia sobre a qual conversei com o Ricas é que ele amplie a equipe.”

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. JOSÉ ALVES GUIMARÃES

    A que latrina desceu o Brasil. Algum dia no passado, esta mesma PF já foi respeitada…

    Curtir

  2. news da hora

    Infelizmente existe bandas podres espalhadas por todos os poderes , neste nosso sofrido Brasil por causa dos corruptos . Lula , Renan , Dilma , Odebrechet , Joesley e cias , instalaram o roubo de bilhões nesta nação forte , mas esquartejada por bandidos que usam paletós e gravata . Cadeia neles ! Lava jato em todos eles .

    Curtir

  3. news da hora

    É de se esperar que uma máfia gigante , que bateu recorde de corrupções na história do mundo , que desviou mais de 1 trilhão e 500 bilhões com esta aliança espúria de PT , PMDB , PP , nanicos vendáveis e cias , que eles tenham plantados pessoas sem caráter na PF , PGR MPF , MP estaduais , STF , STJ , e em diversos tribunais regionais e estaduais .

    Curtir

  4. news da hora

    Portanto , precisa que a ministra Carmen Lúcia , Raquel Dodge , conduza estas investigações com mão de ferro para cima dos corruptos e seus aliados , e comece a prender logo o chefe do quadrilhão Lula e seus comparsas Petralhas e aliados vigaristas como Renan , Aecio Neves que se vendeu no mensalão do PT em companhia de Cabral , Eduardo Paes , Renan , Ciro e cias .

    Curtir

  5. Mais um cara de pau para o staff de Temer. Dizer que a mala com 500 mil não denota crime e que ficou no imaginário das pessoas foi de doer. Podia ter evitado esse comentário infeliz, logo no primeiro dia. Esse vai sair rapidinho. Quem se envolve, chegando ao ponto de falar asneiras, no afã de defender quem os nomeou, cai rapidamente. Lembram do Aragão?

    Curtir

  6. Atsushi Shiino

    Duas declarações estranhas: um maço, uma mala ou várias malas de dinheiro não fazem diferença quando se trata de corrupção. Exemplo? O primeiro grande caso ao vivo foi o dos Correios recebendo maços de dinheiro e filmado. As investigações são ordenadas pela PGR exceto no caso em flagrante. A PF só obedece.

    Curtir

  7. joão botelho

    Pobre república!

    Curtir

  8. alfredo carlos gomes

    me engana que eu gosto

    Curtir

  9. Social Democrata Nem Direita Nem Esquerda

    E ele está certíssimo. As investigações pararam onde Janot queria: no presidente Temer e pronto. Não aprofundaram nada e só serviu a quem interessava.

    Curtir

  10. Esto com vergonha da nossa pátria, um direto da policia federal nomeado por um delinquente , vem a publico em defesa de um corrupto , alegando que uma mala com mil ,não é suficiente para uma investigação , ser direto da policia federal não dar o direito de vir a publico defender um corrupto se é o não bandido investigue primeiro dar para desconfiar ou não, respeite os agentes federais . que presta um bom serviços a nossa nação.

    Curtir