Clique e assine com até 92% de desconto

STF abre novo inquérito contra Renan na Lava Jato

Por Da Redação 21 mar 2016, 20h24

O Supremo Tribunal Federal (STF) formalizou nesta segunda-feira a abertura de mais um inquérito contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), para apurar evidências de que o parlamentar pode ter recebido dinheiro de propina para travar os trabalhos de uma CPI que investigaria irregularidades na Petrobras. Os novos indícios contra Renan foram revelados pelo delator Carlos Alexandre de Souza Rocha, conhecido como Ceará e apontado pelo Ministério Público como responsável por distribuir propina a políticos envolvidos no petrolão. Ceará afirma ter ouvido do doleiro Alberto Youssef que Renan seria o destinatário de dinheiro sujo para enterrar a CPI. Em um dos trechos da delação, Ceará disse que certa vez perguntou a Youssef para quem se destinava uma remessa de propina enviada a Maceió (AL) e ouviu do doleiro “em alto e bom som”: “O dinheiro era para Renan Calheiros”. (Laryssa Borges, de Brasília)

Publicidade