Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Sonda e dreno foram retirados de Bolsonaro, diz novo boletim hospitalar

Presidente apresentou boa evolução clínica nas últimas 24 horas, após a suspeita de pneumonia da última nota médica

Em um novo boletim médico sobre o estado de saúde do presidente Jair Bolsonaro (PSL), o Hospital Albert Einstein, em São Paulo, afirmou que foram retirados o dreno que estava em seu abdômen e a sona nasogástrica. Segundo a nota, ele apresentou boa evolução clínica nas últimas 24 horas, após a suspeita de pneumonia que ele teve na tarde da última quinta-feira, 7.

“O excelentíssimo Presidente da República, Jair Bolsonaro, permanece internado na Unidade Semi-Intensiva do Hospital Israelita Albert Einstein. Apresentou boa evolução clínica nas últimas 24 horas, continua estável, afebril e sem dor. Não tem disfunções orgânicas e houve melhora dos
exames laboratoriais”, diz o boletim.

Ainda segundo a nota, o presidente permanece com os antibióticos e nutrição parenteral, além de estarem mantidas as medidas de prevenção de trombose venosa, sendo elas os exercícios respiratórios, de fortalecimento muscular e as caminhadas fora do quarto.

A nota, assinada pelo cirurgião Antônio Luiz Macedo, pelo clínico e cardiologista Leandro Echenique e pelo Diretor Superintendente do Hospital Albert Einstein, Miguel Cendoroglo, diz também que as visitas permanecem restritas.