Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Servidores da Secom orientam PT a explorar tema “família” nas eleições

Recomendação foi dada durante curso oferecido pela Fundação Perseu Abramo com intuito de preparar militância para a campanha nas redes sociais

Por Ricardo Chapola
9 jun 2024, 13h44

Ligada e financiada pelo PT, a Fundação Perseu Abramo lançou um curso para preparar os candidatos do partido para as eleições municipais de outubro. O programa conta com 16 aulas — algumas ministradas, inclusive, por funcionários do governo.

Entre os convidados para proferir as aulas há dois servidores da Secretaria de Comunicação da Presidência da República (Secom) — João Brant, secretário nacional de Políticas Digitais, e Brunna Rosa, secretária nacional de Estratégia e Redes, uma das responsáveis por gerenciar as redes sociais da primeira-dama Rosângela da Silva, a Janja.

Durante o curso, a legenda lista uma série de recomendações à militância sobre como proceder na campanha eleitoral. Uma delas é para que se explore temas relacionados à família. “Nas pesquisas que a gente vem fazendo, a família aparece como ponto em comum, independentemente do espectro político dessa pessoa, se ela é a favor ou contra Lula”, explicou Bruna Rosa. “A preocupação com a família e com o futuro dos filhos é algo que nos une. E isso pode ser um gancho para construir uma estratégia de diálogo com as pessoas. Porque, sim, precisamos de estratégia de diálogo com a sociedade e que destrave os ouvidos das pessoas”, afirmou.

Para os marqueteiros, será fundamental que seus candidatos nacionalizem o debate, independentemente de onde for a disputa, destacando sempre que possível os programas implantados pelo governo federal. “Estamos em um ano crucial em que a agenda geral do Brasil tem que se materializar numa agenda municipal. E você é parte disso”, disse João Brant. 

Continua após a publicidade

Para a dupla de palestrantes, essa seria uma das formas para ajudar candidatos do partido a superar rivais bolsonaristas nas disputas regionais, principalmente diante da margem apertada na vitória de Lula nas eleições de 2022, uma das mais polarizadas desde a redemocratização.

Eles também deixam claro que uma mudança de atitude do PT na corrida municipal de 2024 é fundamental para ajudar o presidente a conquistar a reeleição daqui a dois anos. “2026 começa agora com vocês. Todos serão necessários para os próximos passos”, completou Brunna.

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.