Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Senadores contrários a Renan exibem cédula durante o voto

Decisão do STF determinou votação secreta para a escolha do novo presidente da Casa

Declarando o voto no microfone ou até mesmo exibindo a cédula para as câmeras, senadores contrários à candidatura de Renan Calheiros (MDB-AL) “driblam” a votação secreta determinada por decisão do Supremo Tribunal Federal (STF) para a escolha do novo comandante da Casa. O presidente da sessão, José Maranhão (MDB-PB), afirmou que a decisão de abrir ou não o voto é “facultativa”.

Entre os senadores que optaram por revelar a escolha na urna estão Major Olimpio (PSL-SP), Alvaro Dias (Podemos-PR) e Randolfe Rodrigues (Rede-AP), donos de duros discursos contra o senador alagoano e a favor da votação aberta. Outro que vocalizou sua decisão foi Jorge Kajuru (PSB-GO). O ex-apresentador deu uma justificativa curiosa para escolher Davi Alcolumbre (DEM-AP). O parlamentar contou que fez uma enquete em seu Facebook para consultar seus seguidores sobre a eleição. A maioria optou por Alcolumbre, e Kajuru referendou a escolha – apesar de “seu coração” indicar voto em José Reguffe (sem partido-DF).

Aliás, a grande maioria dos senadores que decidiu abrir o voto optou por Alcolumbre, o principal rival de Renan na eleição.