Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Secretaria de Segurança de SP vai acompanhar paralisações nesta quinta

Governador Geraldo Alckmin disse que o estado atuará contra eventuais atos de vandalismo durante as mobilizações convocadas pelas centrais sindicais

Por Da Redação 10 jul 2013, 15h21

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou que o estado se esforçará para impedir a paralisação dos transportes públicos, agendada para esta quinta-feira. Organizada pelas centrais sindicais, a greve faz parte do chamado “Dia Nacional de Lutas”, que atingirá todo o país.

Alckmin afirmou que a Secretaria de Segurança Pública acompanhará o desenrolar das paralisações nesta quinta e repudiou a interrupção do transporte público. “(Quando se paralisa os transportes) Você perde a razão”, disse o governador. Para Alckmin, é preciso evitar que as manifestações terminem em vandalismo e que prejudiquem o trânsito da cidade.

Na manhã desta quarta-feira, o sindicato dos motoristas e cobradores de ônibus bloqueou por quase cinco horas dezesseis terminais em São Paulo. A circulação de coletivos só foi normalizada por volta das 13 horas, de acordo com a São Paulo Transporte (SPTrans).

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade