Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Se minha varanda falasse…: a prisão domiciliar da família Queiroz

Márcia de Oliveira Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, foi flagrada em uma breve aparição na sacada do apartamento do casal

Por José Benedito da Silva
17 jul 2020, 06h00

Depois de mais de três semanas foragida, Márcia de Oliveira Aguiar, mulher de Fabrício Queiroz, entregou-se à Justiça e ganhou o direito à prisão domiciliar graças a uma decisão para lá de generosa do presidente do STJ, ministro João Otávio de Noronha. Na última terça, 14, acabou sendo flagrada por um fotógrafo em uma breve aparição na varanda do apartamento do casal, na Zona Oeste do Rio de Janeiro. Feita no estilo paparazzi, a imagem não tem muita qualidade de definição, mas capta bem o clima da residência. Com um semblante de desolação e ainda sem o adereço da tornozeleira eletrônica, ela ficou um tempo debruçada no parapeito, pensando na vida e pouco se importando com os olhares indiscretos da rua. Acusado de comandar o esquema das rachadinhas quando era assessor do então deputado Flávio Bolsonaro, Queiroz também não tem ficado recluso na área interna do imóvel e já foi visto algumas vezes na mesma varanda, uma delas bem à vontade, só de calção, e outra acompanhado pelo cão da família, da raça chow-chow. Bastante criticada, a decisão de Noronha ocorreu no recesso, sob a justificativa de que Márcia deveria ficar ao lado do marido para “dispensar as atenções necessárias” a Queiroz, acometido por um câncer. Com o fim das férias do Judiciário, em agosto, o responsável pelo habeas-corpus do casal passará a ser o ministro Felix Fischer, conhecido pela linha dura na condução da Lava-Jato na Corte. Com isso, Queiroz e Márcia correrão o risco de ter de trocar em breve o local do banho de sol.

Publicado em VEJA de 22 de julho de 2020, edição nº 2696

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.