Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Se eleição fosse hoje, Haddad venceria Bolsonaro, diz Datafolha

Pesquisa apónta que petista derrotaria atual presidente por 42% a 36% dos votos; 18% votariam branco ou nulo e 4% não souberam responder

Se o segundo turna das eleições presidenciais fosse hoje, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) venceria o presidente Jair Bolsonaro (PSL) por 42% a 36%, constata a nova pesquisa Datafolha, divulgada nesta segunda-feira, 2. Outros 18% votariam branco ou nulo, e 4% não souberam responder.

Haddad e Bolsonaro disputaram o segundo turno das eleições de 2018. Na ocasião, o então candidato do PSL foi eleito com 55,13% dos votos válidos, contra 44,87% do petista.

A pesquisa divulgada nesta segunda-feira também revela que a reprovação ao governo Bolsonaro (índice de pessoas que consideram a administração ruim ou péssima) chegou a 38%, um aumento percentual de cinco pontos em relação ao último levantamento divulgado pelo instituto, em julho. Uma parcela de 30% dos entrevistados classifica o governo como “regular” e 29% o consideram “bom” ou “ótimo”.

Em recortes populacionais, os declarados “ateus” são o grupo que mais rejeita Bolsonaro (76% dos entrevistados). Também chamam a atenção os índices de rejeição entre moradores do Nordeste (52%), desempregados (48%) e mulheres (43%). Já entre os grupos que mais aprovam o governo, destacam-se empresários (48%), evangélicos neopentecostais (46%), moradores do Sul e Centro-Oeste (37%) e homens (33%).

Entre os que declararam voto a Bolsonaro no segundo turno das eleições de 2018, 57% creem que o governo é “bom” ou “ótimo”. Entre quem votou em Fernando Haddad (PT), 69% reprovam a atual administração.

O Datafolha ouviu 2.878 pessoas com mais de 16 anos em 175 municípios entre 29 e 30 de agosto. A margem de erro máxima para o total da amostra é de 2 pontos percentuais, para mais ou para menos, dentro do nível de confiança de 95%.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Paulo Bandarra

    Diziam insto já antes. Não vale nada.

    Curtir

  2. Claudio Dufech Castilhos

    Estranho porque antes da eleição a vitória seria do Hadad segundo o Datafolha, quer dizer , com esse instituto o Bolsonaro não tem vez. Quem votou no Bolsonaro está se lixando pra esse tipo de pesquisa

    Curtir

  3. José Antonio Silva

    Que aberração!!! Nunca vi “pesquisa póstuma”!!!! Esse datalixo está tentando criar terceiro turno? Aceitem que o Brasil tem um governo legitimamente eleito e que deve ser respeitado. Em 2022 tem eleições novamente. Até lá, respeitem.

    Curtir

  4. Carlos André Maciel Levy

    Me admiro uma revista que era respeitável como a Veja ficar publicando essas besteiras do Datafolha. Quem acredita no Datafolha no Brasil? Faça-me o favor Veja de selecionar melhor suas fontes…

    Curtir

  5. Eric Eduardo

    O datafolha que se exploda, este lixo.

    Curtir

  6. CArlos Cezar Marques

    Eu votei no bolsa e me arrependi, o cara é mesmo um bossal. Quer favorecer os incendiários na amazonia e não passa de um mequetrefe lambe-botas do trump. Vamos começar a contra-propaganda. Derrubamos lula, dilma, e faltou pouco pro temer cair, só não caiu porque comprou todo mundo e estava cercado de corruptos. O bolsa que aguarde! A net vem transformando o brasil numa verdadeira democracia.

    Curtir

  7. CArlos Cezar Marques

    Na minha família ele já perdeu onze votos.

    Curtir

  8. Paulo Bandarra

    Não é porque Bolsonaro é uma m que Haddad vira um vencedor.

    Curtir

  9. Paulo Bandarra

    Se Haddad estivesse no governo certamente estaria pessimamente avaliado.

    Curtir