Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rui Falcão presidirá PT até 2013

Decisão deverá ser confirmada em reunião do Diretório do PT em Brasília

Petistas de diversas correntes decidiram em reunião nesta quinta-feira na sede do partido que o deputado estadual Rui Falcão (SP) deve substituir o presidente do PT, José Eduardo Dutra, até 2013. Dutra anunciará nesta sexta-feira em reunião do Diretório Nacional que deixará o comando da legenda para tratar de problemas de saúde.

A decisão não foi unânime no partido. Alguns integrantes da legenda achavam que Falcão deveria permanecer no cargo até setembro. Outros preferiam que o diretório convocasse uma nova reunião para discutir o assunto sem pressa. O encontro foi marcado pela corrente Construindo um Novo Brasil (CNB), mas representantes de outras facções também estiveram presentes.

Falcão, que já está na presidência do partido interinamente, foi excluído da nomeação de cargos no governo Dilma Rousseff por ter sido acusado de tentar montar um esquema de espionagem durante a campanha eleitoral. O esquema, revelado por VEJA, também serviria para investigar petistas. Na época, Falcão teve uma quebra de braço com o atual ministro do Desenvolvimento, Fernando Pimentel – que é amigo pessoal de Dilma.

A nomeação de Falcão deve ser confirmada em reunião do Diretório Nacional do PT nesta sexta-feira. O grupo reúne 84 petistas – incluindo líderes do Congresso. A decisão deve ocorrer a contragosto da presidente Dilma, que preferia a extensão da licença médica de Dutra.

O Estatuto do PT estabelece um prazo de 90 dias – prorrogáveis pelo mesmo período – para a escolha do novo presidente. Dutra substituiu o deputado Ricardo Berzoini (SP) na presidência do partido em 2009 para desenvolver a campanha eleitoral de Dilma Rousseff.

O líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), que estava cotado para assumir o cargo, disse que prefere continuar na liderança petista. “Estamos trabalhando para que a bancada atue de forma mais partidária e não quero deixar esse trabalho no meio do caminho”, afirmou.

Delúbio – O Diretório do PT também decidirá sobre o retorno ao PT do ex-tesoureiro e um dos réus do processo do mensalão no Supremo Tribunal Federal (STF), Delúbio Soares. Ele entregou uma carta à Executiva do partido nesta quinta-feira solicitando sua refiliação.

Os petistas também discutirão sobre a conjuntura econômica e a reforma política. Foram convidados para um debate sobre economia o ministro da Fazenda, Guido Mantega, e o presidente do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), Márcio Pochmann.