Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Rui Falcão assume presidência do PT

Ele entrou no lugar de José Eduardo Dutra, que renunciou ao cargo por problemas de saúde

Por Luciana Marques 29 abr 2011, 11h57

O petista José Eduardo Dutra renunciou na manhã desta sexta-feira ao cargo de presidente do PT para tratar problemas de saúde ligados à epilepsia e depressão. Em seu lugar, o Diretório Nacional do partido elegeu por unanimidade o vice-residente, deputado estadual Rui Falcão (SP). Ele já respondia interinamente pelo partido desde março e ficará no comando da legenda até 2013. “A nossa presidência terá direção coletiva do partido”, disse Falcão, em discurso.

Dutra anunciou a renúncia em reunião do Diretório Nacional do partido, em Brasília. Ele leu o laudo médico sobre seu estado de saúde, em que apresenta quadro de hipertensão arterial crônica com episódios agudos de crise associado a alterações de humor.

“É um tipo de epilepsia que nunca havia se manifestado e que se localiza no lóbulo temporal, portanto afeta o humor. O que houve comigo não são manifestações de convulsões”, explicou Dutra. Segundo ele, a doença surgiu na infância, mas só se manifestou agora.

Emocionado, o petista disse que deixará a Presidência, mas não o diretório do PT. “Há estigma decorrente da desinformação, essas doenças quando tratadas não inviabilizam as pessoas. Estou deixando a presidência do PT, mas não estou me aposentando por invalidez. Mas vou mudar de vida”, disse.

Dutra afirmou ainda que não seria justo com ele, nem com o PT pedir a prorrogação de sua licença médica, como queria a presidente Dilma Rousseff. “Essa indefinição gera estresse e pode prejudicar o tratamento nesta fase”, justificou.

O petista contou que ficou trancado durante dois dias e meio em um apartamento no Rio de Janeiro, onde misturou sonhos com a realidade. Ele comentou que escreveu um comentário no Twitter, em que disse que estava debatendo com a jornalista econômica Míriam Leitão no interior de Minas Gerais. “Estava sonhando acordado”, contou. “Tenho que manter o humor, mas vocês entendem que não é fácil”, brincou.

Dutra afirmou que mudará os hábitos de vida, com rotina alimentar saudável e rígido controle da pressão para evitar complicações cardiovasculares. Ele foi eleito presidente do PT em 2009 – no lugar do deputado federal Ricardo Berzoini (SP) – para coordenar a campanha eleitoral da presidente Dilma Rousseff.

“Ele cumpriu exatamente aquilo que assumiu no processo eleitoral”, elogiou o Secretário de Habitação do Distrito Federal Geraldo Magela.”A sua generosidade foi mais forte que nosso desejo”, observou o secretário-geral do partido, Elói Pietá.

Também estavam presentes na reunião do diretório o ex-ministro José Dirceu, o ministro de Relações Institucionais, Luiz Sérgio; o líder do PT no Senado, Humberto Costa (PE), o líder do PT na Câmara, Paulo Teixeira (SP); o governador de Sergipe, Marcelo Déda; a senadora Marta Suplicy (SP); entre outros.

Continua após a publicidade
Publicidade