Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Relator quer ouvir defesa de Dilma na sexta-feira

O relator da comissão especial do impeachment no Senado, Antonio Anastasia (PSDB-MG), apresentou nesta terça-feira o plano de trabalho para a elaboração do parecer que vai embasar o processo que pode levar à destituição da presidente Dilma Rousseff do poder. Pela proposta do tucano, os autores do pedido de impeachment, Hélio Bicudo, Janaína Paschoal (já confirmada) e Miguel Reale Jr., seriam ouvidos no dia 28 de abril e a defesa da petista, no dia 29 de abril. A elaboração do parecer sobre a admissibilidade do processo ocorreria até o dia 4 de maio, quando o documento seria apresentado e lido no plenário da comissão especial. Na quinta-feira da próxima semana, dia 5, haveria a discussão do parecer de Anastasia e novamente seria ouvida a defesa da presidente. A votação do parecer, segundo o plano de trabalho, ocorreria na sexta-feira da semana seguinte, dia 6. Independentemente da apresentação do plano de trabalho, o Partido dos Trabalhadores insiste ouvir também os juristas Ricardo Lodi e Gerado Prado, além da ministra da Agricultura Kátia Abreu (PMDB) para embasar o processo. Os requerimentos para a oitiva de novos depoentes devem ser votados nesta quarta-feira. (Laryssa Borges, de Brasília)