Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Relator do impeachment pede reforço de sua segurança à Câmara

Relator da comissão do impeachment, o deputado federal Jovair Arantes (PTB-GO) pediu reforço de sua segurança à Câmara dos Deputados um dia antes de seu escritório político, em Goiânia, ser alvo de ataque e ter o muro quebrado. Após o episódio, o reforço policial foi concedido pelo presidente Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Ele não comentou um caso específico. O Jovair entende que, pelo ambiente atual, seria importante para ter tranquilidade e se concentrar neste relatório”, afirmou o presidente da comissão, deputado Rogério Rosso (PSD-DF), a quem Jovair fez diretamente o pedido. Rosso, por outro lado, não vê necessidade de um acompanhamento policial. Ele costuma andar pelas ruas da capital federal de bicicleta nas primeiras horas do dia e afirma que vai manter a rotina. “Não quero e não preciso. Tenho recebido na minha casa manifestações da forma mais gentil possível, então eu prefiro permanecer nesta mesma forma acreditando na civilidade das pessoas”, disse Rosso. Em tempo: relatos de insegurança não são novidade entre os deputados que ocupam funções importantes no Congresso. Enquanto esteve à frente da relatoria do processo de cassação contra Eduardo Cunha, o deputado Fausto Pinato também solicitou reforço policial após ele e sua família serem alvo de ameaças. (Marcela Mattos, de Brasília)