Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Rejeição a Haddad vai a 56%, segundo Ibope

Avaliação do petista é a pior da série histórica dos Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município

A avaliação ruim ou péssima da gestão do prefeito de São Paulo, Fernando Haddad, passou de 40% para 56%, segundo dados do Ibope. Outros 13% avaliam a administração do petista como boa ou ótima e 31% consideram-na regular. Os números foram apresentados pela Rede Nossa São Paulo, que realizou a 7ª edição do levantamento do Indicadores de Referência de Bem-Estar no Município (IRBEM), em parceria com a Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP). A pesquisa ouviu 1.512 moradores da capital paulista com pelo menos 16 anos de idade entre os dias 30 de novembro e 18 de dezembro de 2015. A margem de erro é de três pontos porcentuais para mais ou para menos.

A avaliação negativa do prefeito é a pior da série histórica do IRBEM. No levantamento anterior, divulgado no ano passado, a gestão Haddad tinha 15% de aprovação ótima ou boa, 45% de avaliação regular e 40% de ruim ou péssima. Já no primeiro ano de gestão do prefeito, a pesquisa apontou que 11% dos paulistanos consideravam a administração ótima ou boa, 49% classificavam como regular e 39% avaliavam como ruim ou péssima.

LEIA TAMBÉM:

Datafolha: Russomanno lidera disputa pela prefeitura de São Paulo

Prefeitura de SP obriga taxistas a usar traje social, com camisa “abotoada” e “barba arrumada”

Segundo os dados divulgados nesta terça-feira, a Câmara Municipal é avaliada como ruim ou péssima por 71% dos paulistanos entrevistados. Apenas 5% consideram ótima ou boa a atuação dos vereadores – na pesquisa anterior, eram 10%.

Bombeiros, Correios e Igreja, nessa ordem, lideram o ranking das instituições com maior confiança da população.

(com Estadão Conteúdo)