Clique e assine a partir de 9,90/mês

Regina Duarte convida reverenda para ser secretária-adjunta na Cultura

Jane Silva fica no cargo, inicialmente, até que a atriz dê uma resposta oficial sobre assumir a titularidade da pasta no governo de Jair Bolsonaro

Por Edoardo Ghirotto - Atualizado em 23 jan 2020, 14h20 - Publicado em 23 jan 2020, 13h34

Regina Duarte convidou a reverenda Jane Silva, atual secretária de Diversidade Cultural, para o cargo de secretária-adjunta da Cultura. Ela ficará no posto de forma interina, até que a atriz confirme oficialmente se aceita assumir a titularidade da pasta no governo de Jair Bolsonaro.

O convite foi feito em reunião nesta quinta-feira (23) com assessores, secretários da pasta e o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio. A oferta foi aceita por Jane.

Na quarta (22), João Paulo Soares Martins, que era o adjunto da pasta, foi exonerado por Álvaro Antônio. Ele ocupava, interinamente, o cargo de secretário da pasta desde a saída de Roberto Alvim, na sexta-feira (17). Martins estava certo de sua permanência na nova composição da secretaria e foi pego de surpresa com a demissão. Ao dispensar o ex-adjunto, Álvaro Antônio afirmou que não queria nem que ele estivesse presente na visita que Regina Duarte faria ao prédio da secretaria. 

Enquanto Regina não der uma resposta oficial, Jane Silva responderá pela titularidade da pasta da Cultura. A reverenda, que preside a empresa Associação Cristã de Homens e Mulheres de Negócio, tinha assumido a secretaria de Diversidade Cultural em novembro.

Continua após a publicidade

Na noite de quarta, o cineasta Josias Teófilo confirmou ter recebido uma sondagem por parte de auxiliares de Bolsonaro para ser o novo adjunto da Cultura. “Aceitei, mas ainda dependo do convite oficial”, afirmou o diretor pernambucano a VEJA. Teófilo ficou conhecido por ter dirigido o documentário O Jardim das Aflições, sobre o polemista Olavo de Carvalho.

O diretor foi procurado pelo chefe da Secretaria de Comunicação da Presidência (Secom), Fábio Wajngarten, e pelo ministro da Cidadania, Osmar Terra. A atriz Regina Duarte não havia sido consultada sobre a escolha de Teófilo para o segundo cargo mais importante da pasta. Agora, a ida do cineasta para a secretaria da Cultura virou um grande ponto de interrogação.

Regina está em Brasília para passar por um teste na secretaria. Na quarta, ela almoçou com Bolsonaro, passeou pelo prédio onde fica localizada a pasta, tirou fotos com servidores e se encontrou com os secretários que trabalham no local. Quem participou da reunião diz que só foram discutidas amenidades, como a habilidade do secretário de Fomento à Cultura, Camilo Calandreli, como cantor lírico.

Publicidade