Clique e assine a partir de 9,90/mês

Raquel Dodge troca grupo da Lava Jato que atua no STF

Procuradora-geral não cumpre promessa de manter nomes indicados anteriormente por Rodrigo Janot; novo coordenador da força-tarefa atuou no mensalão

Por Da Redação - Atualizado em 19 set 2017, 15h30 - Publicado em 19 set 2017, 11h16

Nos seus primeiros atos oficiais como procuradora-geral da República, Raquel Dodge trocou a equipe de procuradores que vão conduzir as investigações da Operação Lava Jato perante o Supremo Tribunal Federal (STF).

Em uma série de portarias publicadas no Diário Oficial da União desta terça-feira, a nova chefe do Ministério Público Federal (MPF) promoveu um rearranjo na força-tarefa da operação que apura crimes cometidos por empreiteiras e autoridades públicas do país. Dodge nomeou oito novos membros para atuarem de maneira exclusiva na investigação.

Dos dez integrantes da equipe destacada pelo antecessor, Rodrigo Janot, a procuradora-geral manterá cinco pelo prazo de  trinta dias para fazer a transição para a nova força-tarefa. A procuradora-geral havia prometido preservar nas funções os procuradores anteriormente indicados por Janot.

A nova equipe da Lava Jato será coordenada por José Alfredo de Paula Silva, procurador regional da República. O grupo ficará vinculado à recém-criada Secretaria de Função Penal Originária junto ao STF, idealizada por Raquel Dodge e que será comandada por Raquel Branquinho.

Continua após a publicidade

José Alfredo e Raquel são dois nomes que fazem parte do núcleo próximo à nova chefe da PGR. Os dois têm experiência em atuação de escândalos de impacto nacional, como o do mensalão. Raquel Dodge foi colega dos dois quando atuaram perante o Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1), com sede em Brasília.

Vídeo: Dodge: ‘Harmonia entre poderes é requisito para estabilidade’

(Com Reuters)

Publicidade