Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

Quem é Rolando Alexandre de Souza, novo diretor-geral da PF

Superintendente da corporação em Alagoas entre 2018 e 2019, delegado é próximo a Alexandre Ramagem, que teve sua posse barrada no STF

Por Da Redação Atualizado em 4 Maio 2020, 11h20 - Publicado em 4 Maio 2020, 11h08

O presidente Jair Bolsonaro nomeou nesta segunda-feira, 4, o delegado Rolando Alexandre de Souza como novo diretor-geral da Polícia Federal. A indicação foi publicada em edição extra do Diário Oficial da União.

Bolsonaro avisou que faria uma nova nomeação neste domingo 3, quando cumprimentou manifestantes de um ato que pedia o fechamento do Congresso Nacional e do Supremo Tribunal Federal (STF).

Delegado da Polícia Federal, Rolando Alexandre de Souza foi superintendente da PF em Alagoas entre 2018 e 2019. Enquanto esteve na corporação, também foi chefe do Serviço de Repressão a Desvio de Recursos Públicos e chefiou a divisão de combate a crimes financeiros na superintendência da PF em Rondônia.

Em setembro do ano passado, a convite de Ramagem, diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Rolando assumiu o cargo de secretário de Planejamento e Gestão da Abin.

  • A nomeação de Rolando de Souza ocorre cinco dias depois de o ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), ter suspendido a posse de Alexandre Ramagem no cargo. Amigo dos filhos do presidente Bolsonaro e responsável por seu esquema de segurança durante a campanha, Ramagem foi escolhido após a exoneração de Maurício Valeixo, pivô da crise que resultou na saída do ex-ministro Sergio Moro do governo.

    ASSINE VEJA

    Moro fala a VEJA: ‘Não sou mentiroso’ Em entrevista exclusiva, ex-ministro diz que apresentará provas no STF das acusações contra Bolsonaro. E mais: a pandemia nas favelas e o médico brasileiro na linha de frente contra o coronavírus. Leia nesta edição.
    Clique e Assine
    Continua após a publicidade
    Publicidade