Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PT racha, e parte dos senadores do partido decide apoiar Eunício

Dos dez parlamentares da sigla, Gleisi Hoffmann, Lindbergh Farias e Fátima Bezerra disseram que se recusam a apoiar quem foi a favor do impeachment de Dilma

A maioria dos senadores do PT decidiu compor com o candidato do PMDB à presidência da Casa, Eunício Oliveira (PMDB-CE), para garantir espaço na Mesa Diretora. A decisão foi tomada em reunião do partido na noite de terça-feira. Os petistas vão indicar José Pimentel (PT-CE) para a primeira secretaria, que funciona como uma espécie de “prefeitura” da instituição, responsável por assuntos administrativos e financeiros.

A votação da bancada não foi unânime. Dos dez parlamentares da sigla, três votaram contra o apoio a Eunício: a senadora Gleisi Hoffmann (PR), Lindbergh Farias (RJ) e Fátima Bezerra (RN). Eles consideram que o partido não deve se unir ao partido do presidente Michel Temer, que alegam ser o grande responsável pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff. Como não houve consenso, a bancada optou por liberar os votos.

Os parlamentares que defendem a candidatura de Eunício, favorito na disputa, se baseiam na tese de proporcionalidade do Senado. Tradicionalmente, a legenda que possui a maior bancada na Casa fica com a presidência. O PMDB é o partido com o maior número de senadores (21). O PSDB cresceu no último ano e se tornou a segunda maior legenda (11), enquanto o PT perdeu espaço e se tornou a terceira maior bancada (10).

Na Mesa Diretora, em teoria, quanto maior for a bancada de um partido, mais importantes serão os cargos à sua disposição. Os senadores da Mesa têm a atribuição de convocar e conduzir as sessões plenárias, cuidar de eleições internas, votações secretas, correspondências e identificação de senadores, bem como questões administrativas. O mandato da Mesa é de dois anos.

Considerando a composição partidária mais recente do Senado, a escolha dos cargos seria exercida na seguinte ordem: PMDB (presidência, 2ª vice-presidência e 1ª suplência); PSDB (1ª vice-presidência e 4ª secretaria); PT (1ª secretaria); PP (2ª secretaria); PSB (3ª secretaria); PR (2ª suplência); PSD (2ª suplência); e DEM (2ª suplência). Apesar disso, também é possível que parlamentares lancem candidaturas avulsas para as vagas.

(Com Estadão Conteúdo)

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. Essa quadrilha de vagabundos, ladrões, covardes, traidores, FDP, chefiados pelo vagabundo lulladrão, tem que ser exterminada dessa política imunda, corrupta, que domina este país.
    Esses vagabundos tem que ser investigados e presos, porque são todos vagabundos ladrões, que vivem de roubar o dinheiro do povo otário que vai as urnas e elege esses vermes ladrões.

    Curtir

  2. Trovão, se os vagabundos tem que ser investigados e presos, é melhor fechar o congresso de vez!

    Curtir

  3. Fernando Santos

    Racha numa das facções. Logo surge mais uma para se juntar as demais de esquerda e direita para continuarem roubando e fazendo o teatrinho de briguinhas para a “midia golpista” que eles amam de paixão.

    Curtir