Clique e assine a partir de 9,90/mês

PT define candidatura de Jilmar Tatto para prefeitura de SP

Ex-secretário de Transporte nas gestões de Marta Suplicy e Fernando Haddad venceu disputa interna contra o deputado federal Alexandre Padilha

Por Da Redação - Atualizado em 16 Maio 2020, 18h17 - Publicado em 16 Maio 2020, 18h01

O PT oficializou na tarde deste sábado, 16, o nome de Jilmar Tatto como candidato à prefeitura de São Paulo. O ex-secretário de Transportes nas gestões de Marta Suplicy e Fernando Haddad venceu a disputa contra o deputado federal Alexandre Padilha (SP).

A votação para a escolha do candidato petista foi online e secreta. Participaram do processo eletrônico os 615 membros dos diretórios regionais de São Paulo. Tatto venceu Padilha por 312 votos a 297, totalizando 609 votos.

O processo ficou marcado pela recusa do ex-prefeito Fernando Haddad em concorrer ao cargo mesmo com a intensa pressão interna. Em uma reunião no dia 28 de janeiro ao lado do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e dos sete pré-candidatos do partido, Haddad afirmou que seu papel era “nacional”.

No início desta semana, o PT iniciou a disputa com sete nomes. Além de Padilha e Tatto, apareciam como pré-candidatos os deputados federais Paulo Teixeira e Carlos Zarattini, o vereador Eduardo Suplicy, o urbanista Nabil Bonduki e a ativista Kika Silva.

“Agradeço de coração todo o apoio e carinho de todos e todas. Vamos junto com o companheiro Jilmar Tatto unir a esquerda e combater a extrema direita em São Paulo. Prossigo como deputado federal na luta e em apoio a todos nossos candidatos de SP e do Brasil”, escreveu Padilha em sua conta oficial no Twitter.

Na noite desta sexta-feira, Jilmar Tatto anunciou, em suas redes sociais, que era preciso “derrotar Doria e Covas em São Paulo”. “Temos que derrotar Doria e Covas em São Paulo. Vamos dizer não às privatizações. Doria acabou com o Leve Leite, não terminou os 12 hospitais que Haddad começou. Temos que valorizar os servidores, rever as privatizações, mas para isso é preciso a coragem que eu tenho”, escreveu em seu Twitter.

‘Plano Lula para o Brasil’

Também neste sábado, a Executiva Nacional do PT anunciou um plano de retomada da economia, dos empregos, da reconstrução do Estado brasileiro e da soberania nacional. A iniciativa, batizada de “Plano Lula para o Brasil”, será conduzida por Fernando Haddad.

Em nota, o partido afirma que “frente à necessidade de preparar desde já a reconstrução do país, destruído pela sabotagem do governo federal às ações contra a pandemia e pelo projeto ultraliberal que este governo aprofundou, a Comissão Executiva Nacional do PT decidiu construir um projeto abrangente de retomada da economia, dos empregos, de reconstrução do estado e da soberania”.

“A tarefa será coordenada pelo presidente do Conselho Curador da Fundação Perseu Abramo, companheiro Fernando Haddad, com a legitimidade de quem recebeu mais de 47 milhoes de votos como candidato do PT à Presidência da Republica em 2018”, diz outro trecho da nota.

Continua após a publicidade
Publicidade