Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PSDB pede investigação contra líder do PT por incitação ao crime

A mais nova trapalhada do líder do PT, Sibá Machado (AC), pode render-lhe dor de cabeça. O petista é alvo de um pedido de investigação protocolado na Procuradoria-Geral da República (PGR) nesta quinta-feira pelo PSDB. Os tucanos querem que Sibá seja investigado por incitação ao crime depois de ele se descontrolar na tribuna da Câmara dos Deputados com um grupo de manifestantes que pedia o impeachment de Dilma Rousseff e, aos gritos, ameaçar agredi-los. “Eu vou juntar gente e vou botar vocês para correr daqui da frente do Congresso. Bando de vagabundos, vocês são vagabundos. Vamos para o pau com vocês agora”, afirmou na última terça-feira. Na representação ingressada na PGR, o líder do PSDB na Câmara, Carlos Sampaio (SP), afirmou que “ao conclamar essas pessoas não identificadas a agredir os manifestantes, o deputado Sibá Machado, da tribuna da Câmara dos Deputados, incitou essas pessoas a cometerem o crime de lesão corporal com os manifestantes”. O chamamento do petista, de fato, surtiu efeito. No dia seguinte, um grupo de manifestantes do MTST compareceu à frente do Congresso, onde representantes do Movimento Brasil Livre (MBL) estão acampados como forma de protesto pelo afastamento de Dilma. Houve confusão e empurra-empurra e a Polícia Militar teve de ser acionada. (Marcela Mattos, de Brasília)

Leia mais:

Sibá Machado: o deputado que adora ser notícia