Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Protesto muda programação de domingo na capital paulista

Eventos que aconteceriam à tarde foram antecipados para evitar tumultos

Os protestos contra a presidente Dilma Roussef marcados para este domingo, dia 15, provocaram mudanças nos horários de eventos políticos, culturais e até esportivos na capital paulista. Diante da expectativa de um grande número de pessoas na mobilização, agendada por diferentes grupos nas redes sociais, a Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo antecipou a cerimônia de posse dos 94 parlamentares estaduais que ocorre no mesmo dia.

Inicialmente prevista para as 15 horas, a cerimônia foi remarcada para as 9 horas. Logo após tomar posse, os parlamentares vão eleger o novo presidente e mesa diretora do Legislativo para o biênio 2015/2016. “A antecipação do evento visa facilitar a chegada de cerca de 2.000 pessoas, muitas do interior, que virão a São Paulo no domingo, quando também estão marcadas manifestações na região da Avenida Paulista”, informa a página oficial da Assembleia paulista na internet.

Leia também:

Enquanto Dilma nega realidade na TV, Brasil protesta

Ato contra Dilma terá pontos fixos de concentração em SP

A exibição de uma peça teatral no domingo, no Teatro Renault, localizado na região central da capital, teve de ser cancelada. Temendo os protestos, que tradicionalmente passam pela região da Avenida Brigadeiro Luís Antônio, onde fica o teatro, os produtores da peça Mudança de Hábito decidiram cancelar a exibição das 20 horas no dia 15. Os clientes que compraram ingressos para o horário poderão escolher nova sessão ou mesmo pedir o reembolso.

Como informou o site de VEJA, os protestos também podem alterar drasticamente a rodada do Campeonato Paulista. A partida entre Palmeiras e XV de Piracicaba, que seria realizada neste domingo, às 16 horas, no Allianz Parque, mudou de horário. O jogo agora será às 11 horas. Já a Ponte Preta chegou a cogitar alterar o horário da partida contra o São Paulo, no Moisés Lucarelli. A Federação Paulista de Futebol, contudo, optou por manter o horário inicial.

(Com Estadão Conteúdo)