Clique e assine a partir de 9,90/mês

Procuradoria mapeia telefonemas de Odebrecht e diretor

Por Da Redação - 24 jul 2015, 21h34

Depois de identificar 135 telefonemas entre o diretor da Odebrecht Rogério Araújo e o operador de propinas da empreiteira Bernardo Freiburghaus, a Operação Lava Jato mapeou que o executivo da construtora manteve conversas com o presidente do grupo, Marcelo Odebrecht, poucas horas depois de ter falado com Freiburghaus. De 17 conversas telefônicas ou mensagens de texto entre Araújo e Odebrecht, quatro delas aconteceram em dias nos quais o executivo também havia conversado com Freiburghaus. No dia 24 de dezembro de 2013, por exemplo, Rogério Araújo e Bernardo Freiburghaus conversaram por três vezes entre 18h52 e 18h59. No mesmo dia, a partir das 20h02, Araújo e Odebrecht se falaram também três vezes. Para os investigadores do petrolão, a coincidência entre os telefonemas e mensagens indica que Marcelo Odebrecht tinha amplo conhecimento e atuação na negociação de propinas pagas pela empreiteira. Odebrecht, Araújo e Freiburghaus foram denunciados nesta sexta-feira por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa. (Laryssa Borges, de Curitiba)

Publicidade