Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Primo dos filhos de Bolsonaro ganha cargo no Senado

Próximo de Carlos Bolsonaro, Léo Índio receberá cerca de 14.800 reais brutos por mês como assessor parlamentar do gabinete do senador Chico Rodrigues

Primo de Flávio, Carlos e Eduardo Bolsonaro, filhos do presidente Jair Bolsonaro, Leonardo Rodrigues de Jesus, o Léo Índio, ganhou um cargo comissionado no Senado nesta quarta-feira, 24. Ele foi nomeado assessor parlamentar no gabinete do senador Chico Rodrigues (DEM-RR).

O primo dos filhos políticos do presidente ainda não aparece entre os assessores de Rodrigues, mas, considerando a remuneração de outros dois servidores com o mesmo posto, cuja nomenclatura é “SF02”, uma das mais altas da Casa, a remuneração mensal de Léo Índio será de cerca de 14.800 reais brutos por mês, valor que passa a cerca de 11.000 reais líquidos após descontos.

Próximo a Carlos Bolsonaro, ao lado de quem costumava aparecer em fotos nas redes sociais, o novo assessor de Chico Rodrigues é filho de Rosemeire Nantes Braga Rodrigues, irmã de Rogéria Nantes, ex-mulher de Jair Bolsonaro e mãe dos três primeiros filhos do presidente.

Léo Índio costumava frequentar o Palácio do Planalto no início do governo do presidente Jair Bolsonaro, mesmo sem ter cargo no governo. Como Carlos é vereador no Rio de Janeiro e passa pouco tempo em Brasília, o primo era visto como “olhos e ouvidos” do Zero Dois no Planalto.

Segundo o próprio Leonardo, que morava no Rio, ele e o senador de Roraima se conheceram durante a campanha de Bolsonaro à Presidência. “Pertenço à família do Presidente, como já foi veiculado algumas vezes pela imprensa, razão pela qual constantemente suporto julgamentos e diversos tipos de ataque, e farei questão de trabalhar para mostrar o quão injustos são. Sempre acreditei na meritocracia e no valor do trabalho, verdadeiro fiador das liberdades individuais”, escreveu no Instagram nesta quarta, ao comunicar a seus 1.623 seguidores sobre o novo emprego. Na postagem, ele e Chico Rodrigues aparecem com uma bandeira do Brasil ao fundo e seguram uma foto oficial de Jair Bolsonaro emoldurada.

Desde que reativou sua conta na rede social, há uma semana, Léo Índio tem indicado claramente que pretende disputar eleições em um futuro próximo, conforme noticiou a coluna Radar. Ele criou uma marca com seu nome, que leva a bandeira do Brasil, assim como a maioria de suas publicações, e posta imagens que mais se parecem com material de campanha (veja abaixo). O primo dos filhos de Bolsonaro também já registrou ali uma viagem que fez ao Mato Grosso do Sul para conhecer um projeto de prevenção ao câncer.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. antonio santos

    Impressiona como a VEJA, a UOL e FOLHA se utiliza termos querendo insinuar algo! Porque primo dos filhos e não sobrinho do presidente? E porque não fazem um levantamento de quantos “parentes” são contratados por parlamentares? Ser isenta deveria ser a prioridade da imprensa!

    Curtir

  2. André Liberdade de Expressão é meu direito CF Art Quinto

    Mudam-se as moscas mas a *#@$ é a mesma, não é mesmo? Poderíamos ficar sem essa! O intuito era a renovação e renovaram só as moscas! Meu consolo são as reformas!

    Curtir