Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Por PSB, PT convoca lideranças para reunião em SP

Executiva do partido se reúne para desatar nós que seguram apoio a Fernando Haddad; definição do candidato no Recife está em pauta

Para desatar os nós que seguram o apoio do PSB ao candidato do PT à prefeitura de São Paulo, Fernando Haddad, a Comissão Executiva Nacional do partido convocou para reunião extraordinária nesta quinta-feira, na capital paulista, as lideranças petistas das cidades em que os socialistas exigem o apoio do PT para selar o acordo em São Paulo.

Além da direção municipal do Recife, onde o PT pretende intervir para atender ao governador de Pernambuco e presidente nacional do PSB, Eduardo Campos, também participarão do encontro os presidentes dos diretórios municipais de Mossoró (RN), Rômulo Arnoud, e Duque de Caxias (RJ), Manuel Ramos – cidades nas quais os socialistas exigem a retirada das candidaturas petistas.

No Recife, a Direção Nacional deverá anular as prévias realizadas no último domingo para escolher o candidato do partido a prefeito da capital pernambucana. Os petistas trabalham para que o preferido do governador e do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, o secretário estadual de governo, Maurício Rands, seja o candidato.

Rands perdeu a prévia para o atual prefeito João da Costa, que obteve 51,9% dos votos, mas o resultado ficou sub judice. A eleição foi marcada por um clima acirrado e por uma batalha jurídica sobre quem tinha direito a voto: enquanto a Executiva Nacional reconheceu uma lista com 20 000 filiados, o grupo que apoia João da Costa defendeu uma relação de nomes ampliada, com 33 000 pessoas. A controvérsia se deve aos prazos para a regularização das contribuições partidárias.

Leia também:

Leia também: PT quer resolver impasse em PE para fechar aliança em SP

Há alguns dias, o PT baixou uma resolução para resolver o impasse que segura as negociações com o PSB e também com o PCdoB e com o PR e impulsionar a candidatura de Haddad em São Paulo. Além do Recife, os socialistas exigem a cabeça de chapa nas capitais Macapá e Boa Vista.

Apesar de Fortaleza também estar na mesa de discussões com o PSB, a prefeita e presidente estadual do PT do Ceará, Luizianne Lins, e o presidente municipal não participarão da reunião na capital paulista. No início do mês, a executiva municipal do PT na capital cearense decidiu adiar para junho a escolha do candidato do partido a prefeito, entre os cinco nomes que disputam a indicação.

Na terça-feira, Lula recebeu, em São Paulo, o governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), que trava uma queda de braço com Luizianne pela indicação do candidato para disputar a eleição de outubro.

PCdoB – Há expectativa que os entraves para o acordo com o PCdoB também sejam discutidos na reunião desta tarde. Há uma semana, os comunistas foram recebidos por Haddad. A falta de alianças e a estagnação nas pesquisas eleitorais – levantamento do Ibope divulgado no início do mês mostrou o petista com apenas 3% das intenções de votos – fizeram o ex-ministro cancelar sua participação em evento do partido em Porto Alegre, Rio Grande do Sul, para receber, em café da manhã, em sua casa, a cúpula do PCdoB.

Dias antes, o presidente nacional do PT, deputado Rui Falcão, garantiu ao presidente do partido comunista, Renato Rabelo, o apoio a Renildo Calheiros em Olinda, Pernambuco, e em Jundiaí, interior de São Paulo. Mas é pouco para o PCdoB, que pede também apoio à candidatura da deputada Manuela D’Ávila, em Porto Alegre, e do senador Inácio Arruda, em Fortaleza.