Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Policiais e servidores entram em confronto perto da Alerj

Servidores protestam contra a proposta que pretende privatizar a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae); Cinco PMs foram atingidos por pedras

Policiais militares e servidores públicos estaduais entraram em confronto na tarde desta quinta-feira, em frente à Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). O protesto aconteceu durante uma sessão extraordinária que apreciava os vetos do governo estadual pelos deputados.

Os militares interviram com balas de borracha e bombas de gás lacrimogênio. Os manifestantes – alguns mascarados – reagiram arremessando pedras contra os policias. Os servidores públicos protestavam contra a privatização da Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae).

Policiais militares formaram uma barreira em frente à Alerj impedindo os manifestantes de entrarem no local. Cinco policias foram atingidos com pedradas. A segurança no entorno da Assembleia foi reforçada.

Alguns manifestantes quebraram bancos. Dentro da Alerj, deputados e assessores usam máscaras para suportar os efeitos das bombas de gás arremessadas pela PM. Neste momento, deputados votam os vetos do governo.

A sessão que votaria a proposta de privatização da Cedae estava marcada para começar às 15 horas, porém o presidente da Casa, Jorge Picciani (PMDB), alterou o horário para as 19 horas.

Crise

A proposta autoriza o governo a usar as ações da Cedae como garantia para o empréstimo de 3,5 bilhões de reais da União para que o governo coloque o pagamento dos servidores em dia. Essa autorização não apenas garante o empréstimo, como também sustenta todo o plano de recuperação fiscal de ajuda da União ao estado do Rio de Janeiro, que representa 62 bilhões de reais de alívio no caixa do Estado ao longo de três anos.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. O RJ está quebrado… Um Estado que sempre se deixou aos caprichos e a depender das atividades da falida PeTrobras proprinaodulto. Estão colhendo os frutos da desastrosa estratégia econômica regada de mãos grandes de seus Governadores e Prefeitos.

    Curtir

  2. Ricardo Andreucci

    É obvio que nao se trata de manifestantes, sao vandalos com mesmo dna dos black blocs. Pau neles.

    Curtir