Clique e assine a partir de 8,90/mês

Polícia apura ação de justiceiros na Zona Sul do Rio

Grupos têm se mobilizado na internet para linchar criminosos na tarde do próximo domingo. No último fim de semana, bandidos foram espancados

Por Da Redação - 22 set 2015, 12h13

A Delegacia de Repressão a Crimes de Informática (DRCI) abriu na segunda-feira um inquérito que investiga a mobilização de justiceiros em grupos na internet. No Facebook, em páginas que discutem assaltos em bairros da Zona Sul do Rio de Janeiro, eles planejam agredir suspeitos de furtos e assaltos na tarde do próximo domingo. Ainda não há informação sobre depoimentos de investigados no inquérito.

Após um fim de semana com arrastões e espancamentos de possíveis criminosos, o secretário de Segurança Pública do Rio, José Mariano Beltrame, previu que podem acontecer outros linchamentos. Segundo ele, o setor de inteligência da Polícia Militar já detectou a articulação de grupos de justiceiros, formados por moradores da Zona Sul que se organizaram para agredir suspeitos.

Leia também:

Quatro jovens são mortos em chacina na Grande São Paulo

“Temo que haja outros linchamentos, se a situação continuar desse jeito. Em vez de um problema, corremos o risco de ter dois”, afirmou Beltrame. O secretário também destacou que a polícia reprimirá crimes cometidos pelos moradores.

Polícia está “só” – Após os arrastões do fim de semana, Beltrame atribuiu os episódios de violência ao fato de a polícia estar agindo sozinha, sem amparo de outros órgãos do Estado e da prefeitura. O secretário afirmou que procurará o prefeito Eduardo Paes (PMDB) para tentar convocar a Secretaria Municipal de Assistência Social para ações de prevenção da criminalidade da Polícia Militar na orla da Zona Sul.

(Com Estadão Conteúdo)

Continua após a publicidade
Publicidade