Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

PMDB volta a cortejar Doria e acena com candidatura à Presidência

Prefeito, que aguarda decisão do STJ sobre denúncia da Lava Jato contra Alckmin, vai encontrar o presidente Michel Temer (PMDB) nesta terça, em São Paulo

O PMDB voltou a cortejar o prefeito de São Paulo João Doria (PSDB) e tenta atrair o tucano para entrar no partido. A sigla, que não tem candidato à Presidência desde Orestes Quércia (1994), pretende ter um em 2018 e não descarta uma eventual candidatura de Doria caso ele tope trocar de legenda.

“O PMDB está pronto para receber Doria, porém sem compromisso nem veto quanto à candidatura”, disse uma pessoa próxima ao presidente Michel Temer (PMDB). Procurado pela reportagem, a assessoria de Doria afirmou que “isso não está em discussão”. Nesta terça-feira, o tucano e Temer vão se encontrar em um evento em São Paulo, na Zona Sul da capital.  Em agosto, o presidente chegou a afirmar ao prefeito, durante reunião na prefeitura, que o PMDB estava de portas abertas para recebê-lo.

Segundo um tucano muito próximo ao prefeito, esse movimento só não se concretizou ainda porque Doria estaria esperando a Justiça se decidir sobre a denúncia da Operação Lava Jato contra Alckmin, o que poderia afetar a candidatura presidencial do governador. O pedido de abertura de inquérito contra o tucano foi enviado pela Procuradoria-Geral da República (PGR) no fim de novembro ao Superior Tribunal de Justiça (STJ). Delatores apontaram pagamentos a campanhas do tucano via caixa dois. Cerca de 2 milhões de reais teriam sido entregues a um cunhado de Alckmin em 2010, de acordo com o ex-executivo Carlos Armando Paschoal. De acordo com o delator, o governador chegou a participar pessoalmente de um acerto. O governador nega irregularidades.

Candidato governista

O PMDB vem acenando que pretende ser cabeça de chapa há algum tempo. Na segunda-feira 4, em entrevista ao jornal Folha de S. Paulo, o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles, disse que o governo terá um candidato à Presidência na eleição de 2018 e negou apoio à candidatura de Alckmin.

No ninho tucano, a candidatura de Alckmin à Presidência virou unanimidade, após uma “guerra fria” travada entre ele e Doria. Nessa época, o prefeito acabou sendo criticado pelas viagens pelo país, interpretadas como uma estratégia para fortalecer seu projeto político de ser presidente da República.

Para pacificar o PSDB, auxiliares do prefeito passaram então a aconselhar Doria a se acertar com Alckmin e sugerir a ele que fosse candidato ao governo de São Paulo. Doria teria, inclusive, se reunido o governador há quinze dias para pedir o apoio do tucano na disputa pelo Palácio dos Bandeirantes.  O prefeito, no entanto, não seria o único tucano a almejar a vaga – conforme revelou VEJA, o senador José Serra também tem interesse.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. João Dória : você tem uma cidade imensa pra c’uidar e administrar. Por favor, pare de fletar candidaturas (à presidência e ao governo estadual). Se acaso você perder, você perderá a prefeitura e entrará para o ostracismo para sempre, sem falar que sua biografia poderá ser manchada de “oportunista e demagogo”, coisas que, com certeza, você não é.

    Curtir

  2. Seja apenas “Prefeito”. Para que, no final da sua administração, seja comprovado o que você prometeu em campanha : de ser o melhor prefeito de SP nos últimos anos. SP está largada à esmo desde os tempos da Erundina.

    Curtir

  3. news da hora

    Somente Doria e Bolsonaro enfrentam Lula , o líder das quadrilhas de frente . Falam a verdade , que Lula já deveria está preso .

    Curtir

  4. news da hora

    Os demais tucanos , alguns enrolados , outros em cima do muro como de costume . Tem hora que parece até que são parceiros do Lula , o líder das quadrilhas .

    Curtir

  5. news da hora

    Mas , fora Bolsonaro e Doria , tem nomes limpos na praça para azarão . Bernardinho , Joaquim Barbosa , o próprio Huck , … , .

    Curtir

  6. news da hora

    Agora se o STF , PGR MPF permitir a candidatura do Lula , terminou de acabar o judiciário no Brasil .

    Curtir

  7. Otavio a. silva

    Na minha opinião o dória não vai sair do PSDB, e nem ser candidato a presidente.. ele falou várias vezes que não iria contra o Geraldo Alckmin. só tá faltando ele não ter palavra também..mais eu sou Bolsonaro.

    Curtir