Clique e assine a partir de 9,90/mês

PF retoma depoimentos e ouve marido de Erenice Guerra

José Roberto Campos usou influência da mulher para expandir negócios na área de telefonia

Por Gabriel Castro - 20 Oct 2010, 19h01

A Polícia Federal retomou nesta quarta-feira os depoimentos sobre o caso de lobby na Casa Civil. Os policiais ouviram o marido da ex-ministra Erenice Guerra, José Roberto Camargo Campos. Ele é acusado de fazer lobby para que a Unicel, uma empresa de telefonia da qual ele era sócio, passasse a operar em São Paulo. O caso foi revelado por VEJA. José Roberto foi ouvido por quase três horas: ele depôs das 9h às 11h45.

À tarde, foi a vez de Gustavo Moura, contador da Capital Consultoria, a empresa que operava o esquema de lobby. Ele falou por aproximadamente uma hora e deixou a Superintendência da Polícia Federal, em Brasília, sem falar com a imprensa.

A Polícia Federal não revelou o teor dos depoimentos. As investigações haviam ficado paradas por uma semana, enquanto a Polícia Federal aguardava autorização da Justiça para a prorrogação dos trabalhos por mais 30 dias.

O inquérito foi aberto depois de VEJA ter revelado a atuação de Israel Guerra, filho de Erenice, à frente da Capital Consultoria. Ele cobrava uma comissão de 6% sobre contratos firmados entre empresas privadas e o governo. O escândalou levou à demissão da ministra.

Publicidade