Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Nova fase da Lava Jato investiga propinas em contratos da Petrobras

Oitenta policiais estão nas ruas de três estados para cumprir 23 mandados judiciais, sendo seis de prisão; as decisões são do juiz Sergio Moro

A Polícia Federal executa, na manhã desta terça-feira, a 51ª fase da Operação Lava Jato, batizada de operação Dèja Vu. Oitenta policiais militares estão nas ruas de três estados para cumprir 23 mandados assinados pelo juiz federal Sergio Moro, sendo quatro de prisão preventiva e dois de prisão temporária, além de 17 buscas e apreensões.

De acordo com a PF, a investigação tem o objetivo de “reunir elementos probatórios da prática dos crimes de corrupção, associação criminosa, fraudes em contratações públicas, crimes contra o Sistema Financeiro Nacional e de lavagem de dinheiro, dentre outros delitos”.

No foco dos investigadores, contratos superfaturados da Petrobras com o grupo Odebrecht, supostamente firmados a partir do pagamento de vantagens indevidas. Os valores, como já revelado em outras fases da Lava Jato, foram, segundo a nota da PF, pagos a executivos e gerentes da estatal, agentes públicos e partidos políticos.

Também já se descobriu que os pagamentos ocorreram através de empresas offshore no exterior e de repasses em dinheiro vivo por meio de operadores financeiros. A sensação de filme repetido justifica o nome da operação. “As investigações realizadas indicam a repetição de um modus operandi já amplamente revelado pela Operação Lava Jato”, informa a Polícia Federal.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. news da hora

    Cadeia neles ! Lava jato em todos eles , pois os 13 anos de desgovernos de Lula e Dilma colaborou para as quadrilhas dos petralhas , pmdbtralhas e cias falirem a Petrobras .

    Curtir

  2. Edson Souza Vieira Vieira

    Lava jato e imprensa livre, forte…neles!!!

    Curtir