Clique e assine a partir de 9,90/mês

Paulo Roberto Costa fecha acordo de colaboração com FBI

Primeiro delator da Lava Jato agora também vai cooperar com as autoridades americanas

Por Da redação - Atualizado em 21 nov 2016, 13h28 - Publicado em 21 nov 2016, 13h25

O ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa firmou um acordo de colaboração com o FBI, a Polícia Federal dos Estados Unidos. A assessoria de imprensa da defesa de Costa confirmou ao site de VEJA a informação, revelada pelo jornal Folha de S. Paulo na edição desta segunda-feira, mas não passou mais detalhes sobre o processo.

Paulo Roberto Costa foi o delator número 1 da Operação Lava Jato. Condenado por corrupção, lavagem de dinheiro e organização criminosa, ele cumpre prisão em regime aberto desde outubro deste ano. Indicado ao cargo pelo PP, o ex-diretor da estatal citou 28 deputados e senadores como beneficiários do esquema do petrolão em seu acordo de colaboração com autoridades brasileiras. Agora, ele também deve fornecer depoimentos e documentos à Procuradoria americana. 

Nos Estados Unidos, a Petrobras é alvo de uma ação coletiva movida por acionistas que pedem bilhões de dólares por perdas relacionadas ao esquema de corrupção desvendado na Lava Jato. Em agosto, a Justiça americana atendeu a um recurso da estatal brasileira e suspendeu o processo por tempo indeterminado.

 

Publicidade