Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Paulo Passos dará explicações ao Senado na terça-feira

Ministro dos Transportes confirma primeiro depoimento ao Congresso sobre escândalos na pasta, que derrubaram Alfredo Nascimento

Pela primeira vez desde o início da crise no Ministério dos Transportes, em julho, o ministro Paulo Sérgio Passos prestará esclarecimentos aos parlamentares sobre o esquema de propina na pasta. O ministro confirmou presença em reunião da Comissão de Serviços de Infraestrutura (CI) do Senado, marcada para terça-feira.

Passos era secretário-executivo do ministério antes de substituir Alfredo Nascimento no cargo. Foi um dos poucos a sobreviver à faxina ordenada por Dilma e ainda foi promovido a ministro. A indicação foi feita pela presidente Dilma Rousseff à revelia da cúpula do PR, que comandava os Transportes desde o governo anterior.

Estratégia – O Planalto mandou que todos os ministros com as pastas envolvidas em escândalos se explicassem imediatamente ao Congresso Nacional. O objetivo é evitar que o erro cometido por Antonio Palocci se repita. O então ministro da Casa Civil demorou a dar esclarecimentos e, quando o fez, já era tarde demais.

Nesta quarta-feira o ministro da Agricultura, Wagner Rossi, prestou depoimento no Senado sobre as irregularidades na Conab. Ele tentou se desvincular dos casos e fez um discurso evasivo.

Em junho, o ministro da Ciência e Tecnologia, Aloisio Mercadante, também saiu pela tangente ao falar sobre o Dossiê dos Aloprados, elaborado em 2006 para prejudicar a candidatura de seu então adversário ao governo de São Paulo José Serra.