Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Parlamentares ironizam prêmio da Mega-Sena para assessores do PT

A aposta vencedora foi um bolão com 49 cotas realizado em Brasília por funcionários do partido — cada um apostou 10 reais e vai ganhar 2,4 milhões de reais

O bolão vencedor da Mega-Sena na noite desta quarta-feira, 18, virou um dos assuntos mais comentados por parlamentares em Brasília, já que a aposta sorteada foi feita por um grupo de assessores do Partido dos Trabalhadores (PT). O prêmio estava acumulado em mais de 120 milhões de reais — o sexto maior da história da loteria. De um lado, senadores e deputados ironizaram e fizeram brincadeiras com a situação e, do outro, petistas comemoraram a premiação.

Durante a votação do projeto que altera regras para os partidos e eleições, o deputado federal Kim Kataguiri (DEM-SP) tomou a palavra e brincou: “Quero ver se vão socializar isso aí”, referindo-se ao prêmio milionária da loteria. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), respondeu ao comentário de Kataguiri, também em tom de ironia. “Você tem que ser liberal em tudo, não pode querer o dinheiro dos outros não, meu amigo”, brincou.

A aposta vencedora da Mega-Sena foi um bolão com 49 cotas realizado em Brasília. As dezenas sorteadas foram 04 – 11 – 16 – 22 – 29 – 33. Segundo a liderança do PT, cada um apostou 10 reais e vai ganhar 2,4 milhões. O deputado federal Paulo Pimenta (PT-RS), líder do partido na Câmara, confirmou que o grupo gastou 490 reais com o jogo e é integrado apenas por funcionários do partido, sem nenhum parlamentar.

Veja também

Alguns políticos usaram as redes sociais para comentar sobre o assunto, como o ministro da Educação, Abraham Weintraub. “Dois eventos praticamente impossíveis na mesma notícia: ganhar sozinho na Mega-Sena e petista ficar milionário sem roubar”, escreveu o ministro. “Estou com medo de ver um Saci Pererê hoje”, completou. O deputado federal Paulo Ganime (Novo-RJ) ironizou: “Disseram que já está rolando coleta de assinaturas para a CPI da Mega-Sena. Quero saber quem eu procuro para assinar.”

Parlamentares também fizeram piadas com a pauta sobre as taxações de grandes fortunas, defendida pelo PT. A deputada federal Carla Zambelli (PSL-SP) deu destaque para o comentário do deputado federal Aliel Machado (PSB-PR), que falou no plenário da Câmara sobre o tema na noite de quarta. “O melhor comentário foi do deputado: ‘Agora que o PT ganhou na Mega-Sena, vai ficar contra a taxação de grandes fortunas'”, escreveu. “Quero ver se ainda vão querer propor taxação das grandes fortunas agora”, questionou o deputado federal Carlos Jordy (PSL-RJ).

Já os petistas na Câmara comemoraram a vitória e ressaltaram o número 13 das urnas do partido — mesmo não sendo uma das dezenas sorteadas da Mega-Sena desta quarta-feira. A deputada Erika Kokay (PT-DF) ressaltou “o 13 é sorte mesmo”. “PT dá sorte também, afinal é 13!”, disse o deputado federal Rogério Correia (PT-MG) pelo Twitter. “O PT continua defendendo a taxação das grandes fortunas”, respondeu a deputada federal Natália Bonavides (PT-RN).

Paulo Pimenta afirmou, pelo Twitter, que os assessores ganharam a Mega-Sena no modo “socialista”. “Muito feliz com os companheiros e companheiras que ganharam a Mega Sena num jogo coletivo, no modo SOCIALISTA! Sou líder Mas não adianta “liberais” sonharem com mudança de posição, porque vamos continuar defendendo taxação de grandes fortunas e tributação progressiva!”, completou.

Confira algumas das declarações de parlamentares pelas redes sociais a seguir: