Group 21 Copy 4 Created with Sketch.

Palocci pede suspeição de Moro em processo da Lava Jato

Advogados do ex-ministro alegam que Moro foi parcial ao dar uma recomendação à PF por celeridade à conclusão do inquérito que investiga Palocci

O ex-ministro da Fazenda e da Casa Civil Antonio Palocci e o seu assessor Branislav Kontic, o Brani, ambos presos em Curitiba pela Operação Lava Jato, pediram ao juiz federal Sergio Moro sua suspeição para atuar no processo da Operação Omertà, 35ª fase da Lava Jato, que os tem como alvos. Assinado pelos advogados Guilherme Octávio e José Roberto Batocchio, que defendem Palocci e Brani, o documento ataca uma recomendação que Moro costuma dar à Polícia Federal ao estender prazos para a conclusão de inquéritos policiais da operação: “Alerto que não haverá nova prorrogação e é desejável que não seja utilizado todo o prazo”. Ao pedir a suspeição, a defesa quer, na prática, que o magistrado deixe a condução do processo.

Os advogados argumentam que, como o inquérito é presidido pela PF, Moro é parcial ao “alertá-la” e questionam: “Desejável por quem e por quê? Qual o interesse subjacente? O que poderia justificar essa postura senão sugestivo interesse na causa?” e “como se explicar que o órgão jurisdicional – que deve ser imparcial e equidistante, repita-se – ‘desejar’ que as investigações sejam logo concluídas, interferindo nos critérios de quem legalmente preside o inquérito?”.

Após citar oito juristas e a jurisprudência que validariam sua tese, a defesa pede que todos os autos sejam “encaminhados ao juiz natural, imparcial, para que então seja dado prosseguimento ao feito”.

Palocci indiciado

Palocci, Brani e outros quatro investigados foram indiciados ontem pela Polícia Federal. A PF acusa o ex-ministro e seu assessor de corrupção passiva ao receberem e intermediarem o repasse de 128 milhões de reais da empreiteira Odebrecht a políticos e ao PT. A Polícia Federal diz que o apelido “Italiano”, presente na planilha do Setor de Operações Estruturadas, a área secreta de propinas da empreiteira, é uma referência a Palocci. Também foram denunciados o casal de marqueteiros do PT João Santana e Mônica Moura, o empreiteiro Marcelo Odebrecht e Juscelino Dourado, ligado ao ex-ministro da Fazenda.

Já “Amigo”, “Amigo de meu pai” e “Amigo de EO” seriam, de acordo com o relatório de indiciamento, referências ao ex-presidente Lula, que teria recebido 8 milhões de reais por meio de uma “conta-corrente de propina”. Segundo a PF, há “respaldo probatório e coerência investigativa” na identificação de Lula nas planilhas. As provas já estão sob análise do delegado federal Márcio Adriano Anselmo, responsável pelas investigações de crimes supostamente cometidos por Lula.

Comentários

Não é mais possível comentar nessa página.

  1. João carlos

    Advogados de corruptos é igual a quem defendem,não tem capacidade de jogar contra a justiça as roubalheiras feitas por seus clientes não os livrará da prisão,estamos falando de milhões de reais que colocou o país no caos,vcs advogados dessa cambada de corruptos não tem moral.

    Curtir

  2. Fabio Carvalho

    Muito interessante essas manobras dos advogados de bandidos declarados; estão subestimando a capacidade do Juiz Moro. Nós o povo não aguentamos mais essa bandalheira, essa roubalheira. Dr. Moro sentencie logo esses dois a 19 anos, 9 meses e 14 dias e 23 horas….Ai vamos ver se não vão abrir o bico das falcatruas…..

    Curtir

  3. Frederico Fonseca

    Tenho a mesma suspeita que Fernando Koslowski, sobre o RA !

    Curtir

  4. Maria Emilia Martins de Lima

    Nojo destes bandidos querendo sujar a imagem de um homem como o Sergio Moro. Felizmente, eles estão encarando o que nunca imaginaram que iriam encarar e pedem pinica como menininhos mimados. Tomara que tome vinte anos de cadeia na cara.

    Curtir

  5. Oswaldo Dino

    Tem que manda esses corruptos todos pra Indonésia para serem julgados lá
    Senão manda a Coréia do norte esses países sim da lida com esses tipos de pessoas

    Curtir

  6. Mohseen Hatia

    Para acabar com esta pouca vergonha queremos a privatização das Estatais Já. Lava-Jato é Paliativo e corretivo e não preventivo de longo prazo.

    Curtir

  7. Nivaldo Fernandes

    Esses petralhas são mesmo idiotas, ainda não perceberam que esses advogados e juristas só querem depena-los, veja esse tal Batom chiou por exemplo: só sabe pedir suspeição e criticar as operações da PF, provar o contrário que é bom. …

    Curtir

  8. Veja bem, se existe uma pessoa que teve oportunidade de seguir ajudando as pessoas, era uma vez o Italiano, poderia salvar vidas, porém, optou por massacrar vidas alheias, destruir famílias, assassinatos e corrupção andam juntos. Esse é o maioral da máfia italiana, pena de morte é pouco pra esse serial killer politico. Cadeia neles Excelentíssimo Sr Moro. Pq esse já devia estar preso a mto tempo.

    Curtir

  9. Caubi Maciel da Nóbrega

    Se borram de medo de um juiz. Como é que se explica o fato desses vigaristas terem conseguido permanecer tanto tempo longe da cadeia ?

    Curtir