Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Paes abre mais de 10 pontos de vantagem para Crivella em disputa no Rio

Na primeira pesquisa para a prefeitura sem Marcelo Freixo (PSOL), pré-candidato do DEM lidera em todos os cenários com larga vantagem para o atual prefeito

Por Redação Atualizado em 8 set 2020, 16h47 - Publicado em 21 ago 2020, 09h31

O ex-prefeito Eduardo Paes (DEM) desponta como o favorito a vencer as eleições municipais no Rio de Janeiro em levantamento feito pelo Instituto Paraná Pesquisas. Nos dois cenários pesquisados, Paes tem mais de dez pontos percentuais de vantagem para o atual prefeito da cidade, Marcelo Crivella (Republicanos). A margem de erro é de 3,5% pontos para mais ou para menos.

Essa foi a primeira pesquisa realizada sem a presença do deputado Marcelo Freixo (PSOL), que era um dos favoritos na disputa pela prefeitura. Ele desistiu da candidatura alegando frustração com a falta de unidade dos partidos de esquerda.

No primeiro cenário estimulado, Paes tem 28,6% das intenções de voto, seguido por Crivella com 15,4%. As candidatas de partidos de esquerda aparecem atrás do prefeito, sendo que a Delegada Martha Rocha (PDT) tem 9,3%, enquanto a deputada federal Benedita da Silva (PT) soma 7%. Chama a atenção o potencial eleitoral do ex-presidenciável Cabo Daciolo (Avante), que larga com 5,1% das intenções de voto. Já a deputada Clarissa Garotinho (PL), tem 3,1% do apoio do eleitorado. Também neste cenário, 18,5% disseram que não votarão em nenhum candidato, e 4,3% afirmaram não saber.

ASSINE VEJA

Aborto: por que o Brasil está tão atrasado nesse debate Leia nesta edição: as discussões sobre o aborto no Brasil, os áudios inéditos da mulher de Queiroz e as novas revelações de Cabral
Clique e Assine

No segundo levantamento, em que foram eliminados pré-candidatos com baixas intenções de votos, como o empresário Paulo Marinho (PSDB), o demista Eduardo Paes contabiliza 29,5% das intenções de votos. Crivella está em segundo, com 15,7%, seguido da Delegada Martha Rocha (10,1%), de Benedita da Silva (7,4%), do Cabo Daciolo (5,2%) e de Clarissa Garotinho (3,4%). Entre os entrevistados, 19,7% declararam que não votarão em nenhum candidato, enquanto 4,8% disseram não saber.

  • Além de ter largado em segundo lugar, Crivella enfrenta a maior taxa de rejeição entre os cariocas, com 67,4% dos entrevistados dizendo que não votariam no prefeito de jeito nenhum. Benedita da Silva vem em seguida, com 59,6%, enquanto Paes soma 48,6%. A menor reprovação entre os favoritos é da Delegada Martha Rocha, com 42,2%, mas ela também é a pré-candidata menos conhecida (8,5% não sabem quem é a deputada federal do PDT).

    Avaliação de Crivella

    A administração de Crivella também foi avaliada na pesquisa: 17,5% dos entrevistados declararam que a gestão municipal é ótima ou boa, 27% a classificaram como regular e 54% avaliaram o governo como ruim ou péssimo. Em termos gerais, 29,9% aprovam a gestão do prefeito e 65,5% desaprovam.

    Por conta da pandemia de Covid-19, as eleições municipais foram adiadas para novembro. Neste levantamento, o Instituto Paraná Pesquisas ouviu uma amostra de 910 eleitores por telefone. As entrevistas foram realizadas entre os dias 15 e 19 de agosto.

    Continua após a publicidade
    Publicidade