Assine VEJA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Os R$ 150 milhões que a Petrobras desperdiçou e a Lava Jato não viu

Contrariando o parecer de seus técnicos, a petroleira entrou em uma arbitragem desnecessária, que lhe custou uma fortuna que abasteceu o cofre da Schahin

Por Roberta Paduan
Atualizado em 28 set 2018, 09h38 - Publicado em 28 set 2018, 09h20

Em quatro anos de existência, a Lava Jato escancarou um esquema de corrupção de pelo menos 42 bilhões de reais que quase quebrou a Petrobras e engolfou boa parte da classe política brasileira. Mas nem todas as transações suspeitas que envolvem a estatal passaram pela lupa da operação. A que fez desaguar 150 milhões de reais nos cofres da empreiteira Schahin é uma delas. Reportagem de VEJA desta semana mostra que o pagamento – realizado no final de 2013 e início de 2014, a título de aditivos de uma obra que havia sido concluída quase três anos antes –, contrariou a recomendação de duas comissões técnicas da estatal e jamais foi investigado pela Lava Jato.

O projeto em questão é o gasoduto que vai de Caraguatatuba, no litoral norte de São Paulo, a Taubaté, no Vale do Paraíba, conhecido como Gastau, e que escoa o gás natural produzido em campos de petróleo da Bacia de Santos. Inaugurada em abril de 2011, a obra deveria ter custado 223 milhões de reais, de acordo com o contrato original, mas acabou saindo por 534 milhões de reais.

Durante a construção, a Schahin apresentou quase vinte pedidos de aditivos. Parte deles foi aceita pelos técnicos da companhia – estes somaram 111 milhões de reais. Outra parte, os que se referem ao pagamento dos 150 milhões de reais, foi rejeitada, não uma, mas duas vezes por comissões formadas por diferentes técnicos. Mas uma canetada dos diretores – comandados pela então presidente da estatal, Graça Foster, e incluindo os responsáveis pela obra, José Antônio de Figueiredo, diretor de Engenharia, e Alcides Santoro, de Gás e Energia – colocou a Petrobras na arbitragem, que acabou decidindo em favor da Schahin.

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

O Brasil está mudando. O tempo todo.

Acompanhe por VEJA.

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 2,00/semana*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de R$ 39,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$96, equivalente a R$2 por semana.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.