Clique e Assine VEJA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Oposição sai em defesa de Campos Neto após críticas de Lula

Parlamentares de direita criticaram atual presidente após ele pregar diminuição de taxa de juros e atacar presidente do Banco Central

Por Gustavo Silva Atualizado em 8 fev 2023, 17h05 - Publicado em 8 fev 2023, 14h42

O senador Flávio Bolsonaro (PL-RJ) saiu em defesa do presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, nomeado durante o governo de seu pai, Jair Bolsonaro (PL), após ele ter sofrido críticas públicas do presidente Lula (PT) quanto à manutenção da taxa básica de juros, a Selic, em 13,75%. “Se os juros não caem a culpa é do boquirroto Lula e de quem acreditou que ele viria para ‘pacificar’ o Brasil. Se não fosse o BC, com um mês de desgoverno a inflação hoje já teria explodido”, disse por meio do Twitter. 

A atitude do filho Zero Um do ex-mandatário, engrossa o coro da oposição, que defende a autonomia do Banco Central e enaltece o trabalho de Campos Neto. Parlamentares como Hamilton Mourão, Eduardo Girão, Carla Zambelli, Luiz Lima e Rogério Marinho demonstraram insatisfação com as falas do atual presidente.

Leia mais: Por que Lula resolveu transformar Campos Neto no novo inimigo número 1

Os juros são uma preocupação constante de Lula, que decidiu mirar sua artilharia na direção do chefe do BC, devido à percepção de que seu governo não terá sucesso com as taxas de juros em patamares altos. Ele tem insistido para que o BC se alinhe à política da equipe econômica, como mostrou a coluna Maquiavel.

Continua após a publicidade

Desde fevereiro de 2021, a lei define o Banco Central como uma autarquia de natureza especial, com autonomia para assegurar a estabilidade dos preços, bem como a do sistema financeiro. Assim sendo, o BC pode determinar a taxa de juros que julgar necessária para manter a inflação dentro da meta, sem interferência direta do governo. Taxa de juros mais altas diminuem a atividade econômica, o que desagrada o presidente.

Continua após a publicidade

 

Publicidade

Matéria exclusiva para assinantes. Faça seu login

Este usuário não possui direito de acesso neste conteúdo. Para mudar de conta, faça seu login

Domine o fato. Confie na fonte.

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

MELHOR
OFERTA

Digital Completo
Digital Completo

Acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 9,90/mês*

ou
Impressa + Digital
Impressa + Digital

Receba Veja impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições digitais e acervo de todos os títulos Abril nos apps*

a partir de 49,90/mês

*Acesso ilimitado ao site e edições digitais de todos os títulos Abril, ao acervo completo de Veja e Quatro Rodas e todas as edições dos últimos 7 anos de Claudia, Superinteressante, VC S/A, Você RH e Veja Saúde, incluindo edições especiais e históricas no app.
*Pagamento único anual de R$118,80, equivalente a 9,90/mês.

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.