Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Onyx faz aceno à oposição e pede ‘pacto político’

Ministro-chefe da Casa Civil afirmou que governo vai fazer gesto para tentar abrir conversas com PT, Psol e PC do B

Por Edgar Maciel Atualizado em 30 jul 2020, 19h59 - Publicado em 2 jan 2019, 11h16

O ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (PSL), tomou posse na manhã desta quarta-feira (2) fazendo um aceno para um pacto político com a oposição. “As disputas políticas, as disputas ideológicas podem e devem ser travadas. Nós não recebemos um papel em branco ao vencermos as eleições”, disse Onyx.

Na cerimônia de posse do novo governo, PT, PSOL e PCdoB, que integrarão a oposição ao governo, decidiram que suas bancadas não compareceriam à Brasília. Segundo Onyx, a tentativa de abrir as conversas com os três partidos surgiu em uma conversa nesta manhã com Jair Bolsonaro. “Nos cabia fazer um primeiro gesto depois de uma eleição muito disputada do ponto de vista ideológico”, afirmou.

  • O ministro também destacou que até a próxima segunda-feira o governo deve anunciar as primeiras medidas, entre elas o decreto para ampliar o posse de armas. “Moro já está finalizando este trabalho e dependendo da escolha das primeiras medidas pelo presidente podemos anunciar na próxima semana”, previu.

    Além de Onyx, outros três ministros foram empossados por Jair Bolsonaro nesta manhã. O Secretário-Geral da Presidência, Gustavo Bebianno, o Secretário de Governo, Carlos Alberto dos Santos Cruz e o chefe do Gabinete de Segurança Institucional (GSI), general Augusto Heleno.

    Continua após a publicidade
    Publicidade