Clique e assine a partir de 9,90/mês

O xerife da oposição no plenário

Por Da Redação - 16 Apr 2016, 02h11

Um dos deputados mais experientes da atual legislatura, o antilulista Heráclito Fortes (PSB-PI) passou a atuar como um xerife da oposição no plenário. Heráclito passou a sexta-feira pré-impeachment monitorando os votos e abordando os deputados para conversas ao pé do ouvido entre as poltronas. Foi almoçar com peemedebistas e voltou à Câmara com a missão de vigiar eventuais traições e tentar angariar votos dos parlamentares indecisos ou que ainda hesitam em confirmar o voto contra Dilma. Pediu que seu chefe de gabinete fizesse uma lista própria e a checasse com a dos jornais. O assessor passou parte da tarde anotando votos e contabilizou cerca de trinta deputados que seguem indefinidos. Contam que a oposição tem 310 votos assegurados, sem risco de sustos no domingo. A vigilância tende a aumentar neste sábado, depois de Lula passar o dia em tentativas de converter votos pró-Dilma e tendo recebo inclusive nomes do PMDB no hotel-QG de Brasília. A oposição ficou apreensiva com a virada de Waldir Maranhão (PP-MA) e a licença de Clarissa Garotinho (PR-RJ), e viu parte da bancada petista ir jantar comemorando a ligeira recuperação, ainda incapaz de assegurar qualquer resultado. (Felipe Frazão, de Brasília)

Publicidade