Clique e Assine por somente R$ 2,50/semana

O que pensam os candidatos ao governo de SP sobre…

Saúde, educação, segurança pública, transporte e abastecimento de água. Conheça as propostas de Geraldo Alckmin, Paulo Skaf e Alexandre Padilha

Por Bruna Fasano e Felipe Frazão 19 jul 2014, 17h55

Os dois principais adversários do governador Geraldo Alckmin (PSDB) na tentativa de reeleição em São Paulo – Paulo Skaf, do PMDB, e Alexandre Padilha, do PT – escolheram a crise no sistema de abastecimento de água na capital paulista como o primeiro tema para centrar fogo na campanha eleitoral. Nos últimos meses, o Sistema Cantareira, manancial que abastece 8,8 milhões de pessoas da Grande São Paulo e na região de Campinas, secou – o sistema opera apenas com o chamado volume morto, uma reserva que teve de ser acionada em maio. É verdade que o estado crítico do reservatório exige atenção do Palácio dos Bandeirantes e a ameaça de racionamento preocupa dez em dez paulistanos. Porém, a última pesquisa Datafolha sobre a corrida ao governo de São Paulo mostrou que, a pouco mais de três meses das eleições, pelo menos até agora, a crise não se refletiu em intenção de votos no maior colégio eleitoral do país – 32 milhões de votos. Pelo contrário: Alckmin cresceu e venceria a disputa no primeiro turno. Na semana passada, Alckmin, Skaf e Padilha entregraram suas diretrizes dos planos de governo à Justiça Eleitoral que abordam a questão do abastecimento, entre outros temas. Confira abaixo.

Publicidade