Clique e assine com 88% de desconto

O outro porteiro: o dono da voz do áudio divulgado por Carlos Bolsonaro

Funcionário do Vivendas da Barra e fã do presidente, ele confirmou a VEJA que fez a ligação para Ronnie Lessa autorizar a entrada de Élcio Queiroz

Por Leandro Resende, Sofia Cerqueira e Jana Sampaio - Atualizado em 8 nov 2019, 06h41 - Publicado em 8 nov 2019, 06h06

VEJA desta semana traz a resposta para uma das questões levantadas após o envolvimento do nome do presidente Jair Bolsonaro ao caso Marielle Franco. Quem, afinal, atendeu o ex-policial Élcio Queiroz no dia do crime, quando ele chegou à portaria do condomínio Vivendas da Barra?

A reportagem encontrou a resposta: foi o porteiro Tiago Izaias. Horas depois de o Jornal Nacional revelar que o nome do presidente Jair Bolsonaro foi envolvido no caso, seu filho, o vereador Carlos Bolsonaro, divulgou um áudio nas redes sociais em que revela o diálogo de Izaias e Ronnie Lessa, suspeito de ter matado a vereadora. Nada de “seu Jair”, conforme dito pelo colega Alberto Mateus em depoimento à Polícia.

A reportagem reproduziu para Tiago Izaias o áudio divulgado por Carlos Bolsonaro. “A voz é minha”, confirmou. O procedimento normal no Vivendas da Barra é haver dois porteiros na entrada, um na cabine e outro na cancela, mas Izaias diz que não se recorda com quem trabalhava no dia 14 de março de 2018.

“Não lembro nem se estava dentro ou fora. A coisa toda aconteceu há tempos e são muitas casas e visitantes o dia inteiro”. Izaias contou que, ao saber do depoimento do colega, tentou falar com ele por aplicativo de mensagem, para obter “a informação verdadeira”, mas não recebeu resposta.

Publicidade

Assine agora o site para ler na íntegra esta reportagem e tenha acesso a todas as edições de VEJA:

Ou adquira a edição desta semana para iOS e Android.
Aproveite: todas as edições de VEJA Digital por 1 mês grátis no Go Read.

Publicidade