Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

“O Geraldo tá ON”: em clima de campanha, Alckmin volta às redes sociais

Dado como favorito para disputar as eleições à governador do Estado de São Paulo no ano que vem, ele voltou a postar no Twitter e no Instagram

Por Luisa Purchio Atualizado em 16 out 2021, 13h24 - Publicado em 16 out 2021, 12h55

No final da manhã deste sábado, 16, o ex-governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, voltou a postar em suas redes sociais. Sem publicar nada no Twitter desde o dia 13 de março de 2019 e no Instagram desde 15 de junho de 2019, ele retomou os seus perfis em clima de campanha eleitoral e mostrou visitas a instalações do SUS, homenagens a médicos que atuam contra a Covid-19, além de uma foto ajoelhado na Capela da Santa Casa de Santos. “Amigos, voltei! O Geraldo tá ON”, disse ele.

Alckmin é esperado para disputar as eleições para governador do Estado de São Paulo no ano que vem – de acordo com o último levantamento do Datafolha, ele lidera as pesquisas de intenção de voto para o cargo. O partido no qual ele concorrerá às eleições, porém, ainda é uma incógnita. A saída do PSDB, partido que ajudou a fundar e que o levou ao Palácio dos Bandeirantes em três oportunidades, é dada como certa, uma vez que a legenda lançou Rodrigo Garcia para disputar como governador pelo PSDB. Garcia é atual vice-governador de João Dória e deixou o DEM para disputar as eleições pelo partido tucano.

Entre as legendas cogitadas, está o Partido Socialista Brasileiro, na qual poderia repetir a chapa Geraldo Alckmin para governador e Márcio França para vice. Há ainda a possibilidade de uma filiação ao Partido Social Democrático (PSD), de Gilberto Kassab, que deseja atrair o ex-governador. A criação do União Brasil, no entanto, agora surgiu como alternativa. Na última semana, lideranças da nova legenda entraram em contato com o pré-candidato, convidando-o a integrar a partido.

Continua após a publicidade

Publicidade