Clique e Assine por apenas R$ 0,50/dia

Na comissão do impeachment, (quase) silêncio sobre Gleisi e Paulo Bernardo

Por Da Redação 23 jun 2016, 14h43

Senadores da comissão processante do impeachment no Senado se calaram nesta quinta-feira, durante a reunião do colegiado, sobre a prisão do ex-ministro Paulo Bernardo (PT) e sobre os mandados de busca e apreensão na sede do PT em São Paulo e na casa da senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) em Curitiba. Aliados de Gleisi se manifestaram fora da reunião que discute o processo de impedimento da presidente afastada Dilma Rousseff. Nos debates, apenas a advogada Janaína Paschoal, um das signatárias da denúncia contra Dilma por crime de responsabilidade, alfinetou: “todo santo dia tem um escândalo envolvendo o partido da presidente. Isso não se pode negar”. (Laryssa Borges, de Brasília)

Publicidade